Liveurs – Underground Reality Show


Texto – Simplesmente
30/01/2014, 01:22
Filed under: Uncategorized | Tags:

No fundo queremos apenas um espaço, a rota mais simples para um caminho encantado, queremos sentir algo além de nós mesmos, distorcer a realidade para tentar esquecer aquilo que queremos e não podemos. Cada minuto que passa é um novo passo rumo ao esquecimento, o que parece importante hoje, amanhã nem se quer lembraremos, desejos que mudam, vontades que passam, lembranças que voltam e nós fazem esquecer quem realmente somos e tudo se perde de novo.

Ocupar a cabeça para não perceber a solidão, tentar ganhar dinheiro pra não perceber o tempo, comprar coisas para se distrair, tentar conquistar o respeito de quem despreza nossos direitos, provar algo para alguém que duvidou de nossa capacidade ou simplesmente tentar esquecer que somos apenas poeira, mas temos no coração a vaidade e a vontade de acreditar que isso não é verdade.

A ansiedade chega, o corpo deforma, nos tornamos aquilo que discriminamos, o espelho passa a ter um tom triste, o colorido da lugar ao branco, começamos a participar de mais enterros que aniversários, e uma sensação de que acabaram os sonhos simplesmente brota nas bordas do nosso coração duvidoso. Os dias parecem os ultimos, nos tornamos arrogantes, tolos que acreditam ser sábios, experiência que não serve nem para dizer o quanto amamos as pessoas que nos toleram. Por isso quando menos percebemos estaremos conversando com animais e querendo acreditar que eles podem nos entender, mera distorção da realidade para não deixar evidente o quanto estamos sozinhos.

O colecionismo, o apego, pilhas de coisas que nunca mais iremos usar, simplesmente porque temos preguiça demais para tentar fazer novamente aquilo que já desistimos. E o que poderia ser tudo para alguém que precisa, acaba sendo o desnecessário que se entulha no meio de nossos armarios. A tempestade chega e lembramos que existe um Deus, chegamos como se fôssemos o dono do céu e exigimos dele que a nossa alma vivente seja consertada, porque precisamos seguir em frente e esquece-lo novamente.

Deus deixou tudo explicado, a receita da vida, mas quem tem coragem de abrir um livro sem figuras, sem fotos, um livro que fala a verdade e que reflete o quanto somos frageis e imperfeitos. O tempo todo fugimos de nós mesmos, esquecemos de adorar a Deus para nos preocupar com tolices e bobagens. Por muitas vezes acreditei ser um anjo, mas o mundo não quer saber de fazer o certo, quer saber de fazer o mais fácil.

Gostamos muito de exagero, porém detestamos as consequências. Adoramos cobiçar com os olhos, mas não temos coragem de lutar e conquistar nada. Não adianta anunciar a verdade para quem está encantado demais com mentiras. Podemos sim ser melhores, mas não se engane, ninguém muda, aprendemos a adormecer a parte que detestamos, mas ela sempre irá existir em nosso interior, esperando a oportunidade de ser alimentada e libertada, por isso soltar da mão de Deus quando tudo está bem, é como desprezar o sol e começar a acreditar que a luz está em seus proprios olhos, vem a noite, e não apenas nós nos tornamos cegos, como morremos de frio.

Quando Deus se afasta, não apenas as coisas que sabemos começam a mudar, mas coisas que nem temos idéia. Posso ainda tropeçar sobre meus passos, desejar viver aos trinta aquilo que deveria ter vivido aos quinze, aprender uma unica musica no piano e olhar para ele todos os dias como se outras não fossem possiveis, mas ainda assim sou eu que componho as canções tristes que tenho ouvido. Uma hora acertamos o ritmo da vida, seja cedo ou tarde, em tempo ou fora de tempo, enquanto respirar ainda existe razão para se fazer.

vintage-photograph

” Porém a pessoa que não põe a sua esperança nas coisas que faz, mas simplesmente crê em Deus, é a fé dessa pessoa que faz com que ela seja aceita por Deus, o Deus que trata o culpado como se ele fosse inocente.” Romanos 4:5

Anúncios


Texto – Passagem
10/01/2014, 04:06
Filed under: Uncategorized | Tags:

Às vezes partimos pela metade, seguimos em pedaços e quando parece que tudo vai acabar bem, simplesmente outro pesadelo acontece. Depois de um tempo as coisas começam a ficar bem novamente, até que puxamos o gatilho da ansiedade e sabotamos os nossos sonhos, mudamos os caminhos para uma direção oposta, rasgamos a tela e começamos um novo quadro em tons de cinza, nosso corpo trabalha a base de comprimidos e decidimos mudar o time que está ganhando e nos jogamos no abismo do desconhecido de uma ponte qualquer.

O medo paralisa, nos impede de crescer, de florescer, quem sabe seguir em frente, porém a nenhum lugar se chega com passos inseguros, com corridas no escuro ou com a incerteza sendo carregada sobre os ombros. Precisamos preparar o coração para aceitar a morte, pois temos um espírito inquieto que está aprisionado em um corpo mortal e esse é o nosso enredo, será o nosso legado, as pegadas dadas rumos ao esquecimento, onde apenas aqueles que nos amaram deixaram saudades e talvez essa seja a única coisa que o tempo não possa destruir o amor verdadeiro.

A quem não arrisque dizer um Adeus, pois prefere a doçura de um até logo, mas a realidade é simples, estamos sempre de partida, de passagem comprada, mas sem hora marcada. Não vale a pena carregar a culpa de nunca ter dito o quanto ama alguém, o quando essa pessoa é importante, não vale a pena deixar alguém partir com o coração cheio de rancor, com o perfume da discórdia exalando e com os olhos cheios de lagrimas, se vivêssemos mil anos talvez não fossemos desprezar as pessoas com tanta facilidade.

Não deixe que o seu orgulho use as suas palavras como espada, não destrua a felicidade alheia com sua arrogância, não deixe que seu medo te faça gritar, se transformar, ser falso, pois todo mundo sabe que depois que o sangue esfria é que realmente descobrimos o quanto nós nos arrependemos de nossas atitudes impensadas, por isso sempre deixe tudo resolvido, todas as pontas amarradas, as malas arrumadas, as contas pagas e as orações feitas.

Não vale a pena criar inimigos, querer controlar o universo e tudo que existe nele, não vale a pena querer que tudo seja do seu jeito, que tudo seja perfeito, não vale a pena esquecer que Deus existe quando tudo está bem. Você pode ferir um coração que te ama, maltratar alguém que faria e faz tudo por você, inventar e imaginar coisas que façam esse alguém parecer a pior pessoa, mas quando a realidade vier te visitar, saiba que ela trará toda a dor do mundo por suas injustiças. Infelizmente a depressão é o preço pago por aqueles que esqueceram o valor da vida. Querem morrer para fugir e não para se salvar.

Por isso deixe o coração sempre livre para partir, seja de forma natural, seja pelos excessos que cometeu, seja pelo acaso que causa os acidentes de carro, seja pela doença, seja pelas próprias mãos, mas seja qual for a razão saiba que era para ser assim. A pessoa mais santa foi assassinada por falar de amor, tudo nessa vida dura apenas um instante e a justiça é algo para a eternidade.

Por isso repito deixe sempre tudo resolvido, tudo transbordando amor, desenhe nem que sejam rabiscos, escreve nem que forem mensagens de texto, para que mesmo que parta ainda viva no coração daqueles que te amaram. As coisas mudam de forma e não existe adeus existe até logo. Enquanto estamos nesse mundo sentimos falta de casa, nossa casa celeste.

city-girl-sky-swing-vintage-Favim.com-118733_large

“Queridos amigos, lembrem que vocês são estrangeiros de passagem por este mundo. Peço, portanto, que evitem as paixões carnais que estão sempre em guerra contra a alma.”  1 PEDRO 2:11



Texto – Eternidade
07/12/2013, 02:56
Filed under: Uncategorized | Tags:

Mesmo as pessoas mais fortes têm suas fraquezas, um ponto mortal em seus sentimentos, algo que provoca tanta dor e descontrole que é sentido no mais profundo da alma. Quando esse gatilho é disparado, percebemos a necessidade de orar e de se humilhar. Ainda que sejamos adultos, choramos como criança pensando nas coisas que não temos, nos abraços que perdemos, na distância que nos separa, no amor que não nos é dado ou no sentimento de menor abandonado. Podemos fingir que nada está acontecendo, que não está machucando, mas quem pode fazer o sorriso aparecer e os olhos voltarem a brilhar? A dor nos faz pensar, nos faz crescer e também perceber que a vida nem sempre é da forma que queremos e ainda assim temos que levantar e viver. Por pensar que  tudo é descartável, preferimos esquecer á perdoar, odiar á amar, destruir á ajudar a construir. Não queremos cativar as pessoas para termos uma eternidade mas sim vivermos atrás de pequenos e descartáveis momentos. A solidão é fruto do nosso desprezo, da nossa desconfiança, descrença e falta de esperança. Não tem mais espaço para a bondade num mundo onde cada gesto quase sempre tem uma segunda ou terceira intenção, cada estender a mão tem um ar de interesse, porque aquele que está contaminado vê nos outros aquilo que ele mesmo pratica. Poderia me rasgar em mil pedaços, ainda assim, irreconhecível, continuaria sendo eu. Não importa em quantas partes te fizeram, encontre a oportunidade de poder agradecer. Precisamos aprender que uns olham a noite e veem apenas a escuridão, outros conseguem se encantar com as estrelas, a luz não precisa de muito para aparecer, pois quanto maior a noite, mais elas brilham. Ainda que aqueles que dizem que te amam não te valorizem, que ninguém possa te dar a atenção que precisa, é preciso entender que a vida ainda não começou, estamos apenas sendo gerados e só podemos evoluir amando e pensando mais nos outros e menos em nós mesmos. Perdemos tempo demais pensando em como os outros deveriam ser e acabamos esquecendo de nós mesmos. Sempre temos que nos redescobrir e reinventar, se não, certamente iremos acabar perdendo a graça. E nada mais sem graça que alguém que não sabe amar ou perdoar. Devemos ser intensos em tudo que fazemos, o medo não impede que nada aconteça ele tira apenas a intensidade dos melhores momentos. Se for preciso morrer para ser feliz, então morreremos felizes.

girlvintagesadlonelypensiveheartfieldtreealonegirly

“Ele fez tudo apropriado ao seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim ele não consegue compreender inteiramente o que Deus fez. ” Eclesiastes 3:11



Texto – Esqueceria Nunca
29/11/2012, 04:08
Filed under: Uncategorized | Tags:

Sensibilidade é saber ver através da alma, entender a complexidade do desejo de uma mulher num simples olhar ou talvez quem sabe deixar nas entranhas do destino um gostinho de perfume e um aroma de quero mais. É penetrar no mais intimo segredo proibido, daqueles tentam esconder no  silêncio  que quem nos ama deixou nosso coração ferido. Linguagem dura que substitui as doces melodias, sussurro que foram modificados por gritos, urros e gemidos.

É poder descobrir através do desleixo da roupa a magoa que afogou a felicidade ou o desespero que tirou a fome e desprezou o alimento deixando na mesa um prato sem vaidade. É despertar a sabedoria para decifrar as idéias loucas que rondam a cabeça dos imaturos e acabam tornando tudo o que era para ser eterno em um desperdício de momentos futuros.

É mergulhar no papel para resgatar as emoções, exagerar nos sentimentos tortos, como se a dor colocasse preço e validade ao melodrama pessoal tudo para tentar chamar a atenção de quem  virou as costas e deu seu desprezo no momento que no nosso coração gritou o medo. É saber aceitar que nem sempre os sonhos se concretizam ou se misturam com aquilo que queremos, que as vezes o sono chega para anestesiar a vida e a bebida ajuda a enganar os passos dados pelos caminhos tortos  e pelas ruas sem saídas.

É como querer visualizar o rosto de quem parece bonito sem maquiagem, contemplar as lagrimas que rolaram pela areia do tempo nos olhos daqueles quem encontraram na morte o fim do sofrimento e partiram na esperança de poder tocar o céu com as mãos. É  cortar os pulsos numa noite fria e poder ressuscitar no outro dia com a voz de um anjo gritando vamos levanta do chão, é conseguir ficar de bem e de mal sem carregar magoa nenhuma no coração, porque entende que quando não resolvemos nossos sentimentos eles dominam a nossa razão.

Trocar as lentes e mudar o foco, esquecer o filme que se repete com os anos, é deixar ser moldado pelos erros, sem entregar ao desespero e aos enganos. Orar, calar, tentar e depois perceber que mesmo entre tantos fracassos Deus vem agindo e acabamos nos transformando naquilo que nunca imaginamos.

Poder saciar bebendo do leite da vida, voando sem asas, falando sem palavras, explorando os gemidos inexpressíveis da alma, tudo para saber que no final de cada dia o momento mais importante é aquele que você se pega molhado e feliz, achando graça do cabelo que não para como deveria simplesmente porque acabou aceitando que certas coisas não mudam e nem são como gostaríamos, mas a alegria é saber respeitar a estranha sinfonia que o Criador empregou sobre nossa experiência de vida, por isso não se esqueça nunca daquele que jamais te esqueceu, não comenta o mesmo crime que Judas cometeu.

“Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca.” Isaías 49:15



Texto – Felicidade
11/06/2012, 02:28
Filed under: Uncategorized | Tags:

Buscam a felicidade como se fosse algo de beber, comer ou fumar. Como se ela estivesse dentro de uma pessoa ou fosse um lugar para se estar. Outros acreditam que ela está vagando de festa em festa ou quem sabe escondida em um paraíso distante onde somente quem tem muito dinheiro pode chegar. Por isso procuram alcançar um estado de perfeição induzida como se algo de fora pudesse mudar a tristeza de dentro e quem sabe assim não pensar em mais em nada e conseguir sorrir.

A vida machuca aqueles que não sabem aceitar o que aconteceu, que não querem pagar o preço de suas escolhas e assumir a responsabilidade de seus erros. Castiga os olhos com lagrimas de todos aqueles que não tem coragem de reconhecer que viveu uma mentira. Talvez por medo de não querer parecer fraco e é nessa hora que o orgulho domina a alma e o que deveria ser amor se transforma em raiva e ódio. Quem nunca se sentiu perdido, procurou as características de uma pessoa em outra, quem nunca tentou relembrar o que viveu, se apegou as amarras do passado por desespero que o futuro não saia exatamente como o seu comodismo deseja.

É triste ver que muitos não conseguem se reconhecer, que julgam as pessoas sem nem ao menos as conhecerem, que causam mal pelas palavras tortas, pela inveja, pelos olhares de cobiça e por querer ver o mundo com sua visão de maldade. Um coração contaminado cega todo um grupo de pessoas, nem todo mundo tem personalidade para buscar a verdade, para praticar a justiça e pra dar uma chance de aceitar que cada pessoa tem seu jeito.  Amar é um exercício de perdoar, de se colocar no lugar do próximo e de perceber que nada podemos esperar de quem vive sempre em trevas. Dizer que acredita em Deus não muda nada, porque se a pessoa crê num Deus que não pode mudar a sua própria vida algo está errado.

Muitas vezes a voz de Deus fica abafada pelo ruído da cidade, pelas opiniões alheias ou pelos gritos histéricos de descrença. Colocam o problema de uma forma tão grande, que parece que é impossível transpor, como se a vida fosse feita apenas de uma coisa ou um acontecimento. Resumindo a vida a um relacionamento, ao trabalho ou atividade social. A vida sempre vai ter mais para oferecer, mas precisamos querer mais, pedir mais e o mais importante orar mais. Como é cansativo conviver em ambientes que faltam Deus, eles costumam ser pesados, tensos e sempre de alguma forma acabam roubando a nossa paz e questionando a nossa fé. Amar aqueles que nós odeiam é uma tarefa que precisa de muita intimidade com Deus para não acabar pagando na mesma moeda.

Somente assim poderemos trazer luz para as nossas vidas e dessa forma conseguir enxergar a graça de Deus e encontrar plenamente a nossa felicidade. Tomar um conhecimento claro e profundo da benção de Deus que está em nossa historia e só poderemos reconhecer isso quando faltarem às coisas mais simples, como a saúde, o pão nosso de cada dia e as pessoas que compõe a nossa família. No encontro com Jesus formamos uma família ainda maior, porém infelizmente nem todos que falam de Deus vem em nome de Deus em nossas vidas. Por isso precisamos trazer a verdade para as nossas ações e deixar longe tudo aquilo que nos impede de viver na graça de Deus. A felicidade nada mais é que sentir a presença do Espírito Santo sondando nosso coração.

”Viverá na felicidade, e sua posteridade possuirá a terra.” Salmos 25:13



Texto – Arte de viver
21/03/2012, 04:00
Filed under: Uncategorized | Tags:

Ser artista não é ser reconhecido, mas sentir satisfação naquilo que faz não é pintar um quadro nem fazer vandalismo, mas fazer com amor toda a arte que em sua alma exala. Não é o dinheiro que diz o quanto de prazer sentimos por aquilo que fazemos, mas a intensidade do tempo que passa sem que possamos percebê-lo.

A obra prima nasce depois de que muito se erra, quando encontramos a humildade de reconhecer que tem muita gente melhor, o momento exato que conseguimos detalhar a nossa alma deixando exposto aquilo de mais perfeito que existe em nossa imaginação. Para isso é preciso estar pleno, lavar o caráter no sofrimento, sentir a divindade do sacrifício correndo no sangue e a consciência tranqüila por não precisar pisar na cabeça de ninguém para conseguir seu espaço.

O sono é a recompensa de quem vence na vida, quem não deixa nada pendente pro amanha, apenas pode fechar os olhos e sonhar permitindo Deus semear o impossível pro futuro. Poder olhar o céu e admirar o infinito sem se perguntar de onde vem tudo isso ou querer saber o propósito do que está acontecendo em nossas vidas. A razão de parecer que vivemos esperando algo mudar ou a oportunidade de amar aqueles que o coração está cheio de magoa por odiarem a desgraças de seus dias.

Superação é levantar todo dia e apesar dos pesares conseguir sorrir, colocar asas a imaginação e sobre os trilhos do destino seguir. Sabendo que a única pessoa que tenho que superar sou eu mesmo, deixando a preguiça de lado e aproveitar ao maximo o meu tempo, mas tendo a consciência que muitas vezes todo o meu esforço não vai ter nenhum reconhecido. Reconhecer nossa origem, honrar nossa família, não precisar mentir pra contar vantagem sobre as pessoas e poder ser nós mesmos em qualquer momento ou fato da vida.

Seremos feitos de bobo, pisaram nos nossos sentimentos e depois ainda tentaram nós desestabilizar, porém por carregar a verdade em nossas atitudes e não apenas nas palavras conseguiremos enfrentar tudo mesmo quando lutarmos sozinhos. Remaremos contra a correnteza da incerteza, muitas vezes ainda seremos puxados para trás pelas pessoas que dizem nós amarem, mas mesmo assim ainda é possível quando se olhar para o lugar certo, coloca Deus em primeiro lugar, tem determinação, disciplina e para de dar ouvido para os que tem o coração corrompido.

Aquele que muito semeia, muito colhe, muito vive e muito sente. Difícil explicar cada carta, texto musica ou poesia que escrevo ou a razão de ainda tentar ajudar aqueles que daqui um tempo vão me maldizer. O sucesso sobe na cabeça daquele que nunca foi nada, acaba com a gratidão, desperta a vaidade e consome a decência. Triste realidade, porém a vida consiste desses momentos de brutalidade, porém chega uma hora que temos que nós acostumar e aprender a remar e deixar a poeira das magoas pelo caminho, por isso perdoe não vale a pena carregar no coração uma pessoa que não merece o seu amor.

 “Se, pois, somos da raça de Deus, não devemos pensar que a divindade é semelhante ao ouro, à prata ou à pedra lavrada por arte e gênio dos homens.” Atos 17:29



Texto – Diferente
12/03/2012, 05:19
Filed under: Uncategorized | Tags:

Às vezes os sonhos parecem pesadelos, simplesmente acordamos pra vida e tudo parece estar diferente, como se alguém tivesse revirado o nosso mundo e mudado as coisas de lugar.  Como se do final do livro tivéssemos voltado para a primeira pagina.

Restou apenas um nome, uma sensação de ressaca moral, mais uma vez acreditar que tudo vai ser de outra forma, que as desculpas são sinceras, porém no fundo a consciência grita que será tudo igual. Pela centésima vez voltar ao começo e encarar a solidão, mas como ensinar pro coração que apenas de companhia não se faz um amor.

Não aprendemos com os erros, sempre queremos fingir que vai dar certo, construímos ilusões sobre o medo de se arrepender e acabamos por colher frustrações em nosso jardim de esperança. O sangue acaba revelando que não somos de ferro como pensávamos e que cada escolha errada tem um preço, que pagamos através da dor e da ausência da vontade de viver.

A tristeza tem um gosto amargo, um dissabor que é complicado de engolir, ela cansa a alma, castiga os olhos e espanta a fome. A vaidade acorda querendo provar pros outros que é forte, insensível e que nada sente que não tem problema se tudo deu errado, infelizmente é complicado mentir pra si mesmo.

Mesmo quando a magoa se instala no peito, busco coragem para abrir mão daquilo que amo, entrego meus medos e amizades, pois quero pelo menos tentar ter um final diferente, que seja algo mais divino e menos humano. Talvez nem saiba das palavras certas, nem como explicar os enganos, mas ser bom custa tempo e no fim você será o pior dos humanos. Por isso eu não pago mais pra ver, nem quero imaginar como poderia ter acontecido, pra mim agora tanto faz, quero seguir em frente e deixar que Deus guie meus planos.

“Não me permites fechar os olhos; tão inquieto estou que não consigo falar.” Salmos 77:4