Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Meus Erros
07/09/2011, 23:03
Filed under: poesia7 | Tags:

Conforta-me que preciso do seu colo
e afoga minha magoa na sua sabedoria
cura a ferida do intimo da minha alma
remove toda dor e restaura minha vida
Completa minha paz com toda sua calma
na sede da carência seja minha bebida
deixa no meu espírito aquilo que me falta
eu quero voar pelo caminho mais bonito
Sou teimoso e sempre ignoro meus erros
iludindo-me quando alguém está mentindo
então me perco no que penso que é amizade
e nas armadilhas que o amor faz comigo
No silêncio consigo ouvir o meu coração
melancolia que o tempo me fará esquecer
memórias e lembranças machucam a razão
com coisas que nunca quero ver acontecer
Quem pode decifrar o brilho do meu olhar
suprir a necessidade instintiva de amar
domar um sentimento que não quer obedecer
trazer esperança pra quem cansou de sofrer

“Quem pode entender os seus erros? Expurga-me tu dos que me são ocultos.”
Salmos 19:12

Anúncios


Poesia – Renascer
06/09/2011, 05:25
Filed under: poesia7 | Tags:

Quero ter um dia cheio de esperança
poder olhar o mundo como uma criança
acreditando que tudo vai ser diferente
erguer a cabeça para seguir em frente
Deixando no passado tudo que aconteceu
esquecendo daquilo que nunca foi meu
Tudo para renascer na gloria de Deus
e viver a graças que ele nos prometeu
Senhor que tu faça sua vontade em mim
manda seu espírito pra que possa sorrir
derrama seu amor dentro do meu coração
e traga a sua bondade na minha oração
Conduzindo meus caminhos e meus passos
Guia-me pra ir correndo pros seus braços
Deixa eu me desmanchar em tudo que sinto
fazer uma aliança em seu amor infinito
Por isso me perdoa se algo não agrada
tenha pai misericórdia da minha alma
pois sou pecador, mas com ti me supero.
não esquece de mim, pois sempre te quero.

“Nicodemos perguntou-lhe: Como pode um homem renascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no seio de sua mãe e nascer pela segunda vez?”
João 3:4



Poesias – Memórias
29/08/2011, 17:09
Filed under: poesia7 | Tags:

Posso desaparecer até que sinta saudade
que minha ausência aponte o meu valor
pra que cada minuto seja a eternidade
memórias tristes de quem tanto te amou
E faça das promessas mais que palavras
que me ame até que tenha medo de perder
que invente serenatas na porta de casa
e tente me conquistar até o sol aparecer
Que me torne mais que um caso escondido
e se preocupe com o que eu ando sentindo
pois sou carente e preciso de amor e carinho
e gosto de saber para onde estou seguindo
Não quero idealizar alguém que não existe
que diz que tanto me ama e depois desiste
de marcas e dores meu coração já se cansou
e de acreditar que para você tudo eu sou
Não espero seu mal, mas sou demais pra você
se era para me perder porque me conquistou
chega de fingir sorrisos que tudo está bem
e de desculpas que vivo esperando alguém

“As vossas memórias são como provérbios de cinza; as vossas defesas como defesas de lodo.” Jó 13:12



Poesia – Me Perdoar
08/08/2011, 02:07
Filed under: poesia7 | Tags:

Posso me esconder entre as ilusões
viver acorrentado entre os medos
pra perceber tarde o tempo perdido
química da confusão com o desespero
Posso tentar me libertar pelo mundo
buscando o amor de Deus nas pessoas
achando que o álcool destila a alma
olhando a felicidade como algo à-toa
Posso mentir pra me livrar da culpa
maquiar meus atos para parecer amor
formando um baile de muitas mascaras
colocando a culpa naquilo que passou
Posso chorar quando ninguém me vê
tudo para não demonstrar as emoções
fingindo que não ligo para os outros
e que meus olhos não falam de solidão
Posso fingir que não existe vazio
que minha vida está em equilíbrio
mas ainda não aprendi a me perdoar
nem mesmo a me arrepender de coração

“Assim deveis agora perdoar-lhe e consolá-lo para que não sucumba por demasiada tristeza. “
2 Coríntios 2:7



Poesia – Sentimental
07/07/2011, 17:18
Filed under: poesia7 | Tags:

Quando me olha talvez não possa perceber
todas as marcas e feridas que o tempo me fez
por isso eu sinto medo de ter novos sonhos
de quem sabe tentar e sofrer tudo de novo
Não me faça promessas que não possa cumprir
pois tenho mania de com palavras me iludir
confio demais nas pessoas e isso me faz mal
por isso cuidado dizem que sou sentimental
Nada que te der irei esperar algo em troca
quero te amar mesmo quando me der as costas
e se me ajudar posso ser ouro em suas mãos
quero habitar o mais intimo do seu coração
Acredite em mim porque não tem outro igual
ou vai querer ter uma vida pra se arrepender
a maioria de tudo que tem no mundo é normal
que outra pessoa com poesia pode te descrever
Sou profundo no que digo e intenso no que faço
o amor tem que estar presente em cada novo ato
tudo que quero é alguém que faça isso comigo
e se não for com você nada disso tem sentido

“completai a minha alegria, permanecendo unidos.
Tende um mesmo amor, uma só alma e os mesmos pensamentos.”
Filipenses 2:2



Poesia – Confuso Coração
09/06/2011, 00:25
Filed under: poesia7

Os seus cabelos são feitos por luzes
os seus lábios cintilantes cor de rosa
sua pele macia envolta pelo perfume
é um estrada florida que não tem volta
Mistérios ocultos que os olhos revelam
uma força que paralisa enquanto se espera
liberta a grande alma de um pequeno corpo
linguagem telepática no começo do outono
Desejo de se entregar e viver seus sonhos
correr entre os campos para se encontrar
ver as borboletas, lírios e os sorrisos bobos
a liberdade lutando pra não ficar morto
Confuso coração bate repleto de alegria
o presente da muito mais do que merecia
imaginar algo na mente e ainda sair melhor
e não conseguir expressar como eu estou
Rotatória, ruas e nuvens sobre avenida
cada detalhe traz cor e sentido ao dia
Pra que sofrer se ainda se pode ser feliz
quando vivemos aquilo que o coração nos diz.

“E lhes darei um só coração, e um espírito novo porei dentro deles; e tirarei da sua carne o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne; “
Ezequiel 11:19



Poesia – Eternidade
05/05/2011, 17:04
Filed under: poesia7

Faz muito tempo que não nos vemos
porém hoje pude acordar sorrindo
sua presença foi real no meu sonho
como tudo foi maravilhoso e divino
Reviver a bondade da sua companhia
conversar como a tempos não se fazia
ouvir sua voz e observar suas manias
olhar cada detalhe com tamanha alegria
Um milagre acontecendo na minha frente
e nem mesmo a morte pode separar a gente
eu não imaginava mas sempre esteve comigo
torcendo, sofrendo em todos meus desafios
A saudade aperta quando me lembro de você
são momentos que não tem como se esquecer
só quem sofreu com a morte pode entender
como é difícil aceitar que longe vai viver
Faço o meu melhor para que sinta orgulho
ando sobre o fogo e luto contra o mundo
e pra sempre será lembrado nessas linhas
até que a morte encontre as nossas vidas

“Sabemos, com efeito, que ao se desfazer a tenda que habitamos neste mundo, recebemos uma casa preparada por Deus e não por mãos humanas, uma habitação eterna no céu.”
2 Coríntios 5 -1