Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Sempre assim
29/12/2011, 04:27
Filed under: poesia5 | Tags:

Por você negaria todas as mulheres
despertaria na alma o amor verdadeiro
aquele que tudo suporta e tudo espera
aquele que Deus falou no mandamento
Por você largaria a carreira ou emprego
pois nosso amor vale mais que dinheiro
não me importo de ser pobre ao seu lado
mas não suportaria não ter o seu abraço
Por você viajaria quanto fosse preciso
até no espaço e na imensidão do infinito
saber que existe já é a maior recompensa
por isso não consigo te tirar da cabeça
Por você mudaria o meu modo de vida
iria te amar mais e seria menos egoísta
por isso tentarei te dar tudo que precisa
e mostrar que nosso sonho não é fantasia
Por você não quero mais ficar sozinho
caminharemos juntos rumo ao paraíso
só pra ficar você e Deus perto de mim
e pela eternidade seremos sempre assim

“Permanecem firmes para todo o sempre; e são feitos em verdade e retidão.” Salmos 111:8

Anúncios


Poesia – Nunca terá fim
09/10/2011, 18:11
Filed under: poesia5 | Tags:

Tenho a chance de realizar o impossível
quando sinto que o Senhor caminha comigo
então deixo de ser apenas um simples humano
para se tornar no seu exercito mais um anjo
Anunciando a salvação aos corações abatidos
deixando me guiar pela ação do seu Espírito
porque sobre sua proteção não temo o inimigo
o mal resisti, mas já está derrotado e vencido.
Deus é alegria que dá vontade de viver a vida
é a força que faz acreditar que dá pra vencer
transformação que traz brilho a cada novo dia
é a certeza que a sua palavra nos faz crescer
O seu amor irradia luz quando nós o clamamos
essa é a certeza que cumprimos os seus planos
por onde caminhar quero poder levar o seu olhar
entregar sua paz e mostrar que dá pra acreditar
Por isso Pai afasta de mim os maus pensamentos
retira do meu coração pecador os maus desejos
quero apenas sua vontade tomando conta de mim
juntos vamos lutar, pois sua gloria nunca terá fim.

“e o seu reino não terá fim.”
Lucas 1:33



Poesia – Sua Beleza
28/09/2011, 16:45
Filed under: poesia5 | Tags:

E quando a saudade é sinônimo do seu nome
os olhos dispersos se perdem pelo horizonte
que prazer do mundo poderia me fazer esquecer
daquela que o meu coração escolheu pra bater
Sua beleza são como os detalhes do meu sonho
todos os seus traços satisfazem o meu gosto
encanto que transita entre a mulher e a menina
uma princesa que foi instruída por uma rainha
Tem forma humana mas parece um ser celestial
sua voz é doce e em sua face não vejo o mal
seus olhos brilham como um milhão de estrelas
e existe uma suave luz que envolve sua cabeça
Brisa de alegria pensar em você é muito bom
como se a nossa alma estivesse em sintonia
não importando a distância ou a hora do dia
sinto que você mora dentro do meu coração
Primeiro me ensinou a amar e depois a viver
que se com Deus estou nada tenho que temer
agora me diz como não te adorar ou te querer
se trouxe sentido pra que livre pudesse ser

“Em seu semblante, a majestade e a beleza; em seu santuário, o poder e o esplendor.” Salmos 96:6



Poesia – Já tentei
15/06/2011, 17:21
Filed under: poesia5 | Tags:

Já tentei beber para abafar a saudade
preencher todo o meu dia com bobagens
tudo para evitar pensar onde está você
e por alguns instantes o vazio esquecer
Já tentei aquecer o frio com um cobertor
tomar remédio pra ver se passava a dor
entrar na balada pra ser como os outros
e por alguns minutos me fingir de morto
Já tentei orar e fazer intenção pra Deus
abrir o meu coração pra ver que sou teu
mas tudo que faço parece que nada adianta
e por dias não consigo mais sair da cama
Já tentei mudar, gritar e trocar meu jeito
falar mal de você pra chamar a sua atenção
mentir, criar historias e entre outras coisas
e assim alimentar mais um pouco minha ilusão
Já tentei te esquecer e acabei me esquecendo
voltar novamente no lugar que nos conhecemos
assim poder sentir você de novo perto de mim
pra você acabou, mas para mim nunca terá fim

“Quando tentei entender tudo isso, achei muito difícil para mim, “
Salmos 73:16



Poesia – Sol da Meia Noite
29/04/2011, 01:08
Filed under: poesia5

Tudo que você toca se torna especial
assim como faz ouro de um simples metal
um veneno forte que paralisa e entorpece
transformando meus desejos em suas preces
Alquimista induz o sol a brilhar a meia noite
invade os sonhos e cria paraíso nos montes
fruto proibido pintado sobre mãos humanas
incrível perfeição é por dentro e por fora
Me enforco ao imaginar a força do abraço
acaba-me faltando o ar e dizer nada posso
invertendo a ordem natural de cada coisa
nem eu sei definir como parei na sua boca
Acho que não é bruxaria mas talvez paixão
filmo um curta de amor misturado com ficção
parece um sonho, um milagre ou obra de Deus
que se contasse ninguém diria que aconteceu
Guardo-te sobre um altar feito no meu coração
acendo as velas da minha alma em sua adoração
como um culto pra agradecer o que tenho vivido
por não ter mais chorado e tão pouco sofrido

 

“Já não haverá noite, nem se precisará da luz de lâmpada ou do sol, porque o Senhor Deus a iluminará, e hão de reinar pelos séculos dos séculos. “
Apocalipse 22:5



Poesia – Me ame Como
02/04/2011, 19:14
Filed under: poesia5

Me procura como se fosse o alimento
algo fundamental para sua existência
feito verdade que não deixa duvida
a química elementar de uma ciência
Me olha como se fosse a sua solução
um dilúvio provoca na minha ausência
aprontou as malas com os seus sonhos
esperando que carregue a sua carência
Mas acredite não tenho super poderes
nem posso tirar seus medos com as mãos
todo amor que tem em mim vem de Deus
conheço o caminho mas não sou a salvação
Por isso me ame como seu melhor amigo
porque preciso do seu cuidado e carinho
mas afasta de mim as paixões da sua carne
pois não sinto o mesmo que tem sentido
Então me liberta e me arranca de você
não quero sua atenção por algo em troca
quero apenas voar para qualquer canto
e amar a qualquer um que Deus colocar

“Deles fazem parte os que se insinuam jeitosamente pelas casas e enfeitiçam mulherzinhas carregadas de pecados, atormentadas por toda espécie de paixões,sempre a aprender sem nunca chegar ao conhecimento da verdade.”
2 Timóteo 3 6-7



Poesia – Quem é esse
30/03/2011, 03:48
Filed under: poesia5

Quem é esse que te faz perder o sono
passar a madrugada inteira acordada
que te deixa na cama fazendo planos
loucos desejos para serem realizados
Quem é esse que te faz delirar sozinha
que te guia na estrada do sol nascente
criando coisas para tornar feliz o dia
vontade de amar com sorriso de alegria
Quem é esse que abalou suas estruturas
escreveu rima com a cor dos seus olhos
fez música com seus sonhos de aventuras
e transformou em luz as noites escuras
Quem é esse estranho que chama de amor
que te paralisa como um mestre sedutor
conduzindo sua boca a morder os lábios
e a sua doce língua a cometer pecados
Quem é esse que venceu as suas defesas
que te trouxe de volta pra adolescência
fazendo lembrar que amar faz diferença
com fabulas de fadas e contos de princesas

“Quem é, replicou o rei, e onde está quem maquina tal projeto em seu coração?”
Ester 7:5