Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Sua Glória.
23/09/2011, 16:54
Filed under: poesia 6 | Tags:

Senhor não pedimos nada além do seu amor
De sentir o seu espírito brincando com nossa alma
Que o alimento não falte quando tivermos fome
e que nos proteja no caminho de volta pra casa
Senhor tudo o que queremos é gozar de sua paz
de enfrentar os problemas com a cabeça erguida
de poder perdoar quem atentou contra nossa calma
e de reencontrar a esperança que um dia foi perdida
Senhor tudo que esperamos é a sua misericórdia
que possamos ser dignos de ser chamados de seus filhos
de ter coragem de dizer a verdade e não mais mentiras
de aceitar que sem você não existe nenhuma saída
Senhor tudo que queremos é exaltar o seu santo nome
santifica a poeira que somos e viva em nos seus sonhos
por isso guia nos e arrebata dessa derradeira escuridão
fala conosco Pai pela palavra e atende a nossa oração
Senhor nos capacita a viver a eternidade contigo
livra-nos das ciladas do Satanás e dos maus amigos
somos frágeis e o pecado na carne quer me ver vencido
mais sua gloria é maior Pai com você não existe perigo

“Grande é a sua glória, devida à vossa proteção; vós o cobristes de majestade e esplendor.”
Salmos 21:5

Anúncios


Poesia – Coração Apaixonado
23/08/2011, 06:08
Filed under: poesia 6 | Tags:

Acordo-te na noite para ouvir sua voz
pois não consigo esperar o sol nascer
bateu-me uma saudade nos meus lençóis
e lembranças intensas entre eu e você
Distante virei refém dos meus desejos
condenado a esperar você e seus beijos
o calor que falta sobra em seus braços
além de toda ternura,carinho e cuidado
Começo a sonhar mesmo estando acordado
a conversar suspirando com meu coração
então pergunto se ele está apaixonado
porque sinto que está batendo acelerado
Quando se ama tudo se torna diferente
como se Deus estivesse dentro da gente
o sorriso completa e a poesia se sente
e qualquer coisa pode deixar contente
Qualquer frase se encontra sentimento
e fica especial cada simples momento
tempestade de amor transborda no peito
prendo-te na magia dos meus pensamentos

“Meu coração e minha carne podem já desfalecer, a rocha de meu coração 
e minha herança eterna é Deus.” Salmos 73:26



Poesia – Drogas
27/07/2011, 01:38
Filed under: poesia 6 | Tags:

Sou tranquilizante como dose de morfina
cocaína que adormece o sentido da vida
a fuga da prisão dos problemas passados
overdose de prazer tragada pelos lábios
Sou liquido inflamável que aumenta o fogo
alucinógeno que quando provado deixa doido
um anjo que caiu do ceu pra morar na Terra
tempestade de pensar que confunde sua cabeça
Sou veneno que deve ser consumido aos poucos
deformação da realidade que pode deixar louco
o reflexo triste quando sente a dor da solidão
alquimia perversa que tira o amor da sua mão
Sou a ressaca sentida pelo excesso de bebida
coveiro da felicidade provisória de sua vida
fruto da arvore que não poder ser consumida
imperfeição que na maquiagem mantém escondida
Sou o espelho que separa as linhas do mundo
a erva pra quem tem medo de viver seus sonhos
o refugio daqueles que se escondem na mentira
o império que no final vai acabar em ruínas

“Mas Jesus, voltando-se para ele, disse-lhe: Afasta-te, Satanás! Tu és para mim um escândalo; teus pensamentos não são de Deus, mas dos homens!
Mateus 16:23



Poesia – Perfeito Amor
27/05/2011, 01:58
Filed under: poesia 6 | Tags:

Me dá refugio sobre os seus braços
separa um espaço pra mim na sua cama
então apaga as luzes deixa tudo escuro
e veja como o nosso calor se inflama
Conversa comigo ampara a minha alma
no meio da tensão a sua mão me acalma
coloca uma musica suave na sua vitrola
o tempo passa e não tem quem controla
A paixão me consome louca de desejo
pedindo mais dos seus carinhos e beijos
mas quem pode impedir esse sentimento
é o amor que deságua dentro do peito
Somente com você a saudade me dá paz
me vejo flutuando entre seus lençóis
sinto vontade de viver e de ser feliz
sei é bem mais do que eu sempre quis
Quero amanhecer e te ver do meu lado
e perceber que posso sonhar acordado
perfeito amor é a dona do meu coração
te torno eterna nas letras dessa canção

“No amor não há temor. Antes, o perfeito amor lança fora o temor, porque o temor envolve castigo, e quem teme não é perfeito no amor.”
1 João 4:



Poesia – Espírito Santo
17/05/2011, 16:31
Filed under: poesia 6 | Tags:

Todas as coisas no tempo da fé acontecem
bastando crer e levar aos céus suas preces
sabendo que é impossível ser feliz sozinho
e não ficar confuso entre tantos caminhos
No fundo queremos chamar a atenção de Deus
para ter a certeza que ele não nos esqueceu
como criança correr pros braços da alegria
deixando no passado toda a dor e a agônia
Nuvens se abrem e derramam luz sobre você
pra brilhar e o rosto de Cristo não esquecer
agora se torna anjo que canta, sofre e sorri
tudo para lembrar que por Deus estamos aqui
Espírito Santo venha e me torne o seu abrigo
quero repousar na sua graça e no seu intimo
Coloca os seus carismas e dons no meu coração
quero viver, quero aceitar, ouve minha oração
Torna louca minha razão por tamanha adoração
quero me prostrar para ti com a face ao chão
sinto cheiro de incenso e a fumaça subindo no ar
Vem Espírito Santo de Deus sobre mim repousar

“pela pureza, pela ciência, pela longanimidade, pela bondade, pelo Espírito Santo, por uma caridade sincera,”
2 Coríntios 6:6



Poesia – Tímido Coração
24/04/2011, 16:45
Filed under: poesia 6

Te encontro perdida nos meus segredos
queimando ardendo entre os meus desejos
foi dentro dos seus olhos que me perdi
mas será que com você também foi assim
Tímido coração me fez ficar em silêncio
e na minha boca restou um sorriso imenso
sem querer escapou o brilho dos meus olhos
e eu fugi pra você não acabar percebendo
A diferença de tempo assusta minha razão
mas quem consegue dizer não para a paixão
você partiu mas ainda está dentro de mim
somente nos seus braços isso terá um fim
Distante vago entre memórias e lembranças
pra poder admirar seus traços e anuências
te encontro na rede e adiciono como amigo
e quem sabe assim descobre que eu existo
Sei que sentir falta é sinônimo de saudade
mas o que devo fazer quando chega a vontade
suspirar no vazio e lamentar a sua ausência
ou devo lutar pra que meus sonhos aconteçam

“Pois Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de amor e de sabedoria. ”
2 Timóteo 1:7



Poesia – Seria Pouco
17/04/2011, 17:31
Filed under: poesia 6

Eu rodo o mundo pra acabar na sua vida
procuro seus cabelos em outras pessoas
qualquer coisa pra crer que ainda é minha
tento mas não tenho forças pra te perder
Porque pra mim nada parece que terminou
pois  ninguém pode  me separar do seu amor
fiz uma galeria de nos dois nas lembranças
e o tempo não vai abalar minha confiança
Pois sinto tanta falta e vontade de te ver
falar sobre o seu dia e saber como está você
o seu silêncio consome toda a minha alegria
perdido vago pelas  ruas cruzando avenidas
Me desculpe se descontrolei e te assustei
mas é difícil conter o ciúme dentro do peito
não suporto a idéia de outro perto de você
é amor demais reprimido o que posso fazer
Tento as vezes me permitir mas não adianta
sempre acabo comparando os outros com você
e isso deixa os meus instintos em grande pânico
porque uma vida seria pouco pra te esquecer

“Para onde foi o teu amado, ó mais bela das mulheres? Para onde se retirou o teu amigo? Nós o buscaremos contigo”
Cânticos 6 – 1