Liveurs – Underground Reality Show


Texto – Simplesmente
30/01/2014, 01:22
Filed under: Uncategorized | Tags:

No fundo queremos apenas um espaço, a rota mais simples para um caminho encantado, queremos sentir algo além de nós mesmos, distorcer a realidade para tentar esquecer aquilo que queremos e não podemos. Cada minuto que passa é um novo passo rumo ao esquecimento, o que parece importante hoje, amanhã nem se quer lembraremos, desejos que mudam, vontades que passam, lembranças que voltam e nós fazem esquecer quem realmente somos e tudo se perde de novo.

Ocupar a cabeça para não perceber a solidão, tentar ganhar dinheiro pra não perceber o tempo, comprar coisas para se distrair, tentar conquistar o respeito de quem despreza nossos direitos, provar algo para alguém que duvidou de nossa capacidade ou simplesmente tentar esquecer que somos apenas poeira, mas temos no coração a vaidade e a vontade de acreditar que isso não é verdade.

A ansiedade chega, o corpo deforma, nos tornamos aquilo que discriminamos, o espelho passa a ter um tom triste, o colorido da lugar ao branco, começamos a participar de mais enterros que aniversários, e uma sensação de que acabaram os sonhos simplesmente brota nas bordas do nosso coração duvidoso. Os dias parecem os ultimos, nos tornamos arrogantes, tolos que acreditam ser sábios, experiência que não serve nem para dizer o quanto amamos as pessoas que nos toleram. Por isso quando menos percebemos estaremos conversando com animais e querendo acreditar que eles podem nos entender, mera distorção da realidade para não deixar evidente o quanto estamos sozinhos.

O colecionismo, o apego, pilhas de coisas que nunca mais iremos usar, simplesmente porque temos preguiça demais para tentar fazer novamente aquilo que já desistimos. E o que poderia ser tudo para alguém que precisa, acaba sendo o desnecessário que se entulha no meio de nossos armarios. A tempestade chega e lembramos que existe um Deus, chegamos como se fôssemos o dono do céu e exigimos dele que a nossa alma vivente seja consertada, porque precisamos seguir em frente e esquece-lo novamente.

Deus deixou tudo explicado, a receita da vida, mas quem tem coragem de abrir um livro sem figuras, sem fotos, um livro que fala a verdade e que reflete o quanto somos frageis e imperfeitos. O tempo todo fugimos de nós mesmos, esquecemos de adorar a Deus para nos preocupar com tolices e bobagens. Por muitas vezes acreditei ser um anjo, mas o mundo não quer saber de fazer o certo, quer saber de fazer o mais fácil.

Gostamos muito de exagero, porém detestamos as consequências. Adoramos cobiçar com os olhos, mas não temos coragem de lutar e conquistar nada. Não adianta anunciar a verdade para quem está encantado demais com mentiras. Podemos sim ser melhores, mas não se engane, ninguém muda, aprendemos a adormecer a parte que detestamos, mas ela sempre irá existir em nosso interior, esperando a oportunidade de ser alimentada e libertada, por isso soltar da mão de Deus quando tudo está bem, é como desprezar o sol e começar a acreditar que a luz está em seus proprios olhos, vem a noite, e não apenas nós nos tornamos cegos, como morremos de frio.

Quando Deus se afasta, não apenas as coisas que sabemos começam a mudar, mas coisas que nem temos idéia. Posso ainda tropeçar sobre meus passos, desejar viver aos trinta aquilo que deveria ter vivido aos quinze, aprender uma unica musica no piano e olhar para ele todos os dias como se outras não fossem possiveis, mas ainda assim sou eu que componho as canções tristes que tenho ouvido. Uma hora acertamos o ritmo da vida, seja cedo ou tarde, em tempo ou fora de tempo, enquanto respirar ainda existe razão para se fazer.

vintage-photograph

” Porém a pessoa que não põe a sua esperança nas coisas que faz, mas simplesmente crê em Deus, é a fé dessa pessoa que faz com que ela seja aceita por Deus, o Deus que trata o culpado como se ele fosse inocente.” Romanos 4:5

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: