Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Esperasse Alguém
17/01/2011, 16:44
Filed under: poesia2

Às vezes nem eu entendo meu coração
inventa de sofrer sem ter uma razão
Olho a minha volta e tudo parece bem
mas ele vive como se esperasse alguém
Uma ansiedade que não passa com o tempo
como se alma chorasse dentro do peito
Em qual abraço você resiste em esconder
qual nome que chamasse você iria atender
Tantas formas de ser entre tantos rostos
eu nem sei a cor exata que tem seus olhos
Muito amor sendo derramado no meu coração
os anos passaram e nunca segurei sua mão
Escrevo cartas pra que um dia possa saber
o tanto que desejei que pudesse aparecer
mas sem querer me acostumei com a solidão
e comecei a crer na minha própria ilusão
Às vezes coloco outro no lugar que é seu
mas não adianta não muda nada do que sinto
e quantas noites irei olhar o céu sozinho
pedindo para Deus cruzar nossos caminhos

“Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. “
1 Coríntios 13:7



Cartas – Platônico
07/01/2011, 03:11
Filed under: Sem categoria | Tags:

Sinto minha pele radiante, como se vivesse a espera de um milagre, porque será que Deus colocou dentro de mim um amor tão grande, porém esqueceu-se de fazer o mesmo com você. Em uma fração de segundos ele criou um mundo em que eu sou o sol e você é a lua e por mais que façamos parte do mesmo ciclo, parece que nunca vamos nos encontrar. Como um sonho que invade uma noite qualquer, porém quando acordamos a cama está molhada de suor e as lembranças repletas de realidade.
 
Assim te conservo na melhor parte do meu coração, mas tenho que esconder seu nome nas minhas palavras. Na sua presença desaparece os meus sentidos, serena melodia que sai do encontro do meu desejo com seu olhar. Se você soubesse que mesmo distante eu conheço seus hábitos e que apenas saber que existe já me traz alegria. Talvez nunca desconfie o tamanho do meu amor, nem saiba que já assisti seu coração se magoar por escolher pessoas que não entendem o quanto especial é sua alma e quantas vezes não quis te proteger, tomar suas dores pra mim, porque não suporto ver seus olhos brilharem de tristeza.

Mas infelizmente parece que o seu sim nunca será pra mim, talvez nunca consiga perceber o quanto posso ser tudo que falta em sua vida, nem o quanto te quero bem ou o tanto de amor e carinho que tenho pra de dar, além de tudo aquilo que nunca teve e sempre sonhou. Difícil é explicar ao coração a sua ausência, não tentar resumir o acaso a sua existência.

Confesso que tentei te encontrar em outros braços, fechei os olhos e imaginei que beijava sua boca, mas que doce e triste ilusão. De repente me vejo preso aos seus gostos e a cada novo momento me lembro ainda mais de você, sem explicação isso me deixa feliz. Seja quando escuto suas musicas, quando arrisco escrever poesias ou me supero fazendo aquilo que não imaginava possível.

Depois que te conheci posso dizer que me sinto mais próximo de Deus porque se soubesse o tanto que peço para ele cruzar os nossos caminhos iria ficar espantado. Por isso deixei tudo em suas mãos, mas quem sabe um dia entre o meu sorriso e o brilho dos meus olhos você venha descobrir esse meu platônico segredo. Vivo apenas o mais bonito e verdadeiro sentimento, pois te amo sem pedir nada em troca, mesmo sabendo que talvez você nunca venha me amar, apenas te amo.

“Porque és precioso a meus olhos, porque eu te aprecio e te amo, permuto reinos por ti,
entrego nações em troca de ti”.

Isaías 43:4



Cartas – Nascer de Novo
05/01/2011, 01:45
Filed under: Sem categoria | Tags:

Daria um milhão de sonhos por um sorriso seu, para sentir novamente a paz que reina sobre o infinito. Trocaria todos os brilhantes por um pequeno e único diamante, pois dentro de mim não tem espaço pro amanhã ser como antes. Então quando chegar que seja para sempre e se quiser conversar que seja para dizer a verdade.

Porque o amor torna pequeno qualquer defeito e decora alma com vaidade. Queria às vezes parar de suspirar enquanto você não vem, de lembrar-se de algo que ainda não se tem. Tem momentos que chego a acreditar que você existe apenas nos meus pensamentos, como um surto ou uma obra construída na minha imaginação.

Será que algum dia vou poder tocar com os dedos? Poder te esperar em casa no final do dia para dividir um jantar a luz de velas, fazer serenata com as musicas que fiz pra você e ficarmos juntos até o sol amanhecer. Tão simples imaginar tudo que quero fazer ao seu lado, mas é tão difícil aceitar que isso não é possível.

Enquanto meu coração bater vou te esperar, não demore demais para chegar porque talvez antes a morte possa me encontrar. Eu poderia ser a gota de perfume que entre as flores se esconde aquela ansiedade que aparece no meio da noite, um sonho que você esqueceu quando acordou ou o amor que você não sabe quem despertou.

Se me perguntasse como me sinto agora diria pra você que como um bebe que aguarde seu nascimento. Alguém que durante o tempo foi se formando e espera a oportunidade de começar a viver, por isso quando nascer posso chorar ao te ver, mas é pela emoção de enfim encontrar você.

“Não te maravilhes de que eu te tenha dito: Necessário vos é nascer de novo.”
João 3:7



Cartas – De Volta
03/01/2011, 03:09
Filed under: Sem categoria | Tags:

Sei que nenhuma frase que possa dizer vai conseguir demonstrar a importância da sua presença sobre minha vida e que a distância desperta em mim uma saudade que pode ser sentida no mais intimo da alma. Isso me faz perceber o quanto você é parte da minha historia e linha da minha vida, porém o orgulho nos impede de sermos felizes. Por isso resta apenas lembrar e esperar que alguma coisa de diferente aconteça.

São tantos detalhes que me fazem lembrar-se de você e de todo tempo que estivemos juntos,que te esquecer acabou se tornando algo impossível. Sei que nenhuma palavra que eu possa dizer vai te trazer de volta, mas isso não me impede de conhecer todos os seus gostos, cada traço do seu rosto, suas loucas manias, seus costumes bobos e cada pedacinho do seu corpo. Percebo que hoje gosto até mesmo dos seus defeitos.

Agora não sei onde estão às feridas do seu coração, entendo apenas que na falta de perdão acabei machucando quem mais amava, será que é tarde demais para pensar que ainda posso estar vivo em sua memória. Não consigo parar de pensar no dia em que nos conhecemos e que seu sorriso ficou alegre ao me ver.

Queria poder voltar no tempo nesse instante,sendo assim saberia o quanto frágil seria nosso amor, porque o preço do fracasso é a solidão. São tantas nuvens cinza que não consigo ver os raios de sol. Agora como definir nós dois ? Uma obra do acaso ou a força das escolhas erradas. Mas quem pode prever o futuro?

Acordar sem ter você é como se morresse e nascesse a cada dia. Um funeral, uma estrada circular, largar e continua. No fundo eu sei que você não vai voltar, mas prefiro acreditar que estamos vivendo um até logo do que um adeus nunca mais.

 

“Se não tivéssemos demorado tanto, certamente já pela segunda vez estaríamos de volta.”
Gênesis 43:10