Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Lágrimas
30/12/2010, 00:16
Filed under: poesia4

Eu poderia fingir que não sinto dor
mas minhas lágrimas iriam me entregar
Quem sabe tentar disfarçar no sorriso
o que a alma não consegue mais suportar
Se fosse apenas um sintoma de saudade
um desejo maluco de encontrar alguém
mas parece que está além da vaidade
como se no próprio corpo fosse refém
Queria sair caminhar sobre as estrelas
sentar na noite e olhar a lua tão bela
Imaginando onde está quem nunca vem
tanto pra falar mais não tem ninguém
Então conto mentiras para mim mesmo
apenas pra parecer que ficou diferente
alguma coisa está errada, mas não sei
quem pode decifrar o que a gente tem
As ondas quebram na areia da praia
incerta a brisa da vida nada revela
crio desenhos com os dedos na areia
corações, pássaros e formas singelas

 

“Nos dias de sua vida mortal, dirigiu preces e súplicas, entre clamores e lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, e foi atendido pela sua piedade.”
Hebreus 5:7

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

*~*

Comentário por Deise Vallini




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: