Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Teatro
14/10/2010, 05:13
Filed under: poesia7

Leve se move com a graça do vento
contraste do real com o imaginário
falas decoradas, olhares e gestos
cria cenas quase sempre engraçadas
Ressuscitando as palavras do papel
da vida para mexer com as emoções
Qualquer sonho se torna possível
fantasia confunde com o improviso
Cabelo feito sobre fios de noite
olhos brilhando como mil estrelas
doce a voz como açúcar e carinho
beleza sublime esconde no sorriso
Na distância abraça pelo espírito
sobrevive com a saudade do adeus
Eterna a mente brilha sem memória
o tempo passa e nunca mais volta
O monologo do silêncio no coração
escrito sobre as asas do pensamento
conspiração da vontade com a razão
surto do errado parecer com o certo

“De ti se anuncia um glorioso destino, ó cidade de Deus. ”
Salmos 87:3

Site Meter

Anúncios


Poesia – Subentendido
06/10/2010, 03:22
Filed under: poesia2

Uma flor derramou vinho sobre o mar
a ponte ligou a lua com as estrelas
Rabiscou a paisagem sobre o infinito
o amor ventou as folhas da tristeza
Sobre os montes descansou as nuvens
e o frio aqueceu o sol da meia noite
o relógio pesou o tempo da partida
os átomos pularam felizes de alegria
A miragem fez real sobre o deserto
postes marcam o caminho que é reto
Trilha rodou sobre a faixa do disco
formou no cais da primavera o gelo
As paginas arrancadas de um livro
o futuro escorreu feito um liquido
fazendo encontrar o que era paralelo
o milagre do longe ficar mais perto
Crueldade o suor abandonar o corpo
gota de cristal nas cores do outono
Sorriso é indicativo do estar louco
deitar pra acordar e começar o sonho

“Quisera eu me suportásseis um pouco na minha loucura! Suportai-me, porém, ainda.”
2 Coríntios 11:1

Site Meter



Poesia – O melhor
04/10/2010, 17:11
Filed under: poesia7

Queria saber dar vida as cores cinzas
a converter toda tristeza em alegria
em sair de cabeça erguida da derrota
a lutar mesmo quando a força me falta
A Prestar mais atenção nas coisas boas
e saber perdoar quem fez algo de ruim
A não pensar tanto no que será o futuro
e crer que hoje é o melhor dia do mundo
Em poder ajudar mais que ser ajudado
dar amor a quem se sentir fragilizado
A ter coragem para enfrentar meus medos
a respeitar sem ter nenhum preconceito
A mesmo na miséria conseguir dividir
ter paciência pra tempestade seguir
A poder dar sem esperar nada em troca
e compreender o tempo de cada coisa
A não desistir até a esperança chegar
e aceitar o destino que Deus planejar
Sem questionar apenas quero ser feliz
chorar, sofrer, sorrir mas nunca desistir

“Se decido esquecer minha queixa, abandonar meu ar triste e voltar a ser alegre,”
Jó 9:27

Site Meter



Poesia – Sem merecer
01/10/2010, 16:50
Filed under: poesia7

Água salgada confunde com a doce
o que cai do céu a terra recolhe
Mas aquelas que saem do meu rosto
em algum lugar secreto se escondem
Lutar contra o destino e ser forte
as vezes meias palavras me destroem
Em uma simples frase julgar meu viver
oferecer o melhor e só o pior receber
Querer carinho e ganhar o desprezo
dar o abraço que queria ter recebido
Algum dia alguém se importou comigo
com tudo que poderia estar sentindo
Definiu minha carência como um drama
crendo que dinheiro substitui o amor
Talvez tarde um dia ainda vai perceber
que suas atitudes perecem o meu viver
Qual a vantagem de magoar quem te ama
De ser rude para impor as suas idéias
E saiba que sem pedir eu sempre perdoei
e mesmo sem merecer meu amor entreguei

“Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; ”
Mateus 5:39

Site Meter