Liveurs – Underground Reality Show


Texto – Deserto
22/10/2010, 17:11
Filed under: Sem categoria | Tags:

Sinto a brisa do deserto bagunçar meus cabelos e a areia quente queimar a sola dos meus pés. O caminho é longo, árduo e alma já está cansada.  Como é velha e conhecida essa sensação, talvez não seja a primeira nem a última vez que tenha que peregrinar por esse destino.  Como se não bastasse a dificuldade da viagem que a carne sofre ainda tenho que enfrentar o demônio atentando minha alma, fazendo o tempo demorar a passar. Se ocultando na face do conhecido, tentando confundir por palavras e por promessas que nunca serão cumpridas.   E quando a noite cai, um infinito de estrelas torna penumbra o que deveria ser escuridão e a alta temperatura é substituída pelo frio cortante.

Caminhar na cidade para se perder nas areias da vida, se prostrar em uma viagem interior, vasculhando cada cômodo e cada canto, acendendo as luzes e se envolvendo em cada atitude ou gesto e assumir para si mesmo o que viveu de verdade e o que foi de mentira.  Sinceramente nunca se sabe nem o porquê isso começa e nem quando termina, mas sempre é Deus querendo mostrar que alguma coisa não está fazendo certo.

Em cada passo que se dá na areia você afunda, e as marcas ficam segmentadas pelo caminho, mas com o soprar do vento nem mesmo o rastro das suas dores poderá ser visto. Como as lembranças são esquecidas com o passar do tempo.  Quantas coisas me aconteceram e não posso mais lembrar, como se a vida se resumisse ao instante a que ainda respiro. Olhar o horizonte e pensar em qual direção seguir, mas infelizmente não existe um mapa que aponte a direção certa do destino. Quarenta dias é uma vida para quem vive intensamente.  Tentando ser feliz e fugir no pecado, tentado ver além das barreiras,  imaginando da onde virá o próximo golpe, ou na onde o amor se esconde. Dando sempre mais do que iria receber, defendendo aqueles que não iriam te defender.  Mas de nada vale toda dor sentida pois no fundo toda a tribulação irá se converter em lembranças esquecidas.

Sutil chegou como um anjo, querendo se importar com meus sentimentos, mas no fundo tudo que queria era ganhar minha confiança para poder aprisionar o meu corpo  Mas não passava de uma miragem, de uma bolha de sabão que ao ser tocada com a verdade se dissipa pelo ar.  Posso tocar as nuvens elas não são feitas de algodão. Descobri  vales que abrigavam muitos ossos de pessoas que se perderam na insistência do tentar vivendo a ilusão de querer ser aquilo que não são. Porque será que uns precisam destruir a imagem e a semelhança de Deus para se sentir melhor? Acredito que mais iria valer a solidão do corpo, mas em paz com Deus, do que se render a ilusão da mentira e a miséria do vazio na alma.

E quantas pessoas não usam das palavras de Deus, mas não tem essas palavras refletidas em suas atitudes, será que é demais cuidar apenas da própria vida ?, contar algo para uma pessoa  sem querer exagerar, sem manipular a verdade da forma que fosse favorável. Quanto o deserto  acabar quem vai estar lá te esperando. De braços abertos para declarar sua saudades.  Aqueles que te amam o suficiente para te libertar ou aqueles que te querem para te prender.  Lute enquanto tiver força porque a vontade não dura pra sempre.  Por isso é melhor morrer nas areias escaldantes da vida que viver a sombra da ilusão.

“E logo o Espírito o impeliu para o deserto.Aí esteve quarenta dias. Foi tentado pelo demônio e esteve em companhia dos animais selvagens. E os anjos o serviam”
Marcos 1 – 11:12

Site Meter

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: