Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Imperceptível
19/10/2010, 00:44
Filed under: poesia 6

Porque sou transparente ao seu olhar
imperceptível é o estar junto sozinho
a realidade conduz lagrimas ao desejo
agora percebo o tamanho do desprezo
Mas na sua carência você me procura
de repente o não se transforma em sim
Como um vento impetuoso passa depressa
quando sacia toda sua vontade em mim
E o que fazer quando a saudade bater
tento aceitar que sou mais um pra você
A ternura passou longe dos meus braços
como chuva de verão em um dia nublado
Acorrentado me sinto ao que faz sofrer
passos perdidos no destino o que fazer
Será que algum dia talvez iria perceber
o tanto de vezes que chorei por você
Agora passa as horas e espero o momento
de querer fugir de novo ganhar meus beijos
Caso ou acaso alguma coisa que nos uniu
como negar a vontade se te quero bem aqui

“semeado no desprezo, ressuscita glorioso; semeado na fraqueza, ressuscita vigoroso;”
1 Coríntios 15:43

Site Meter

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: