Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Nunca Mais
20/09/2010, 21:12
Filed under: poesia junho 09

Olha, não brinca comigo e cuida de mim
tenha misericórdia dos meus sentimentos
chega de me magoar por saber que te amo
até mesmo o pra sempre pode ter um fim
Saiba,dói demais quando os sonhos morrem
mas dói mais ainda você me tratando assim
rindo, debochando e desprezando meu valor
dizendo que seu amor com a distância mudou
Mais uma vez o monstro do medo despertou
com seus olhos grandes e cheios de dor
Porque te levanto para você me derrubar
a esperança só faz nos meus passos tropeçar
Muito fácil culpar orgulho por seus erros
admitir depois que o ciúme cegou seus olhos
esqueceu que não sou de ferro e do frágil coração
e quantas vezes nas suas mãos ele se quebrou
Tolo ainda tentei dizer mas você nem quis ouvir
deixando todas as vozes do passado te confundir
No fundo da alma sabia que nada seria como antes
e chegou a hora de escolher ser feliz ou sofrer
O Ouvido cansou das suas promessas sem atitudes
de querer provas de amor e das minhas virtudes
Complicado mas o melhor é aceitar o nunca mais
e seguir depressa em frente sem olhar pra trás

"Embora haja eu, na verdade, errado, comigo ficará o meu erro."
Jó 19:4

Site Meter


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: