Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Alucinado
29/09/2010, 03:11
Filed under: poesia5

Eu poderia ficar horas te admirando
passar dias descrevendo a sua beleza
Encantado permaneço pelo seu sorriso
majestoso é o iluminar dos seus olhos
cintilantes seus cabelos emitem luz
faz contraste com a sua pele macia
Radiante é felicidade no seu rosto
amo cada pedaço e parte do seu corpo
Seu abraço tem o poder do aconchego
nas suas palavras o dom da ciência
Me inclino sobre todas suas idéias
pra te adorar como nunca fiz antes
Face a face o suspiro fica ofegante
linda vestida fica como uma princesa
Uma flor com um perfume estonteante
paralisado tudo se torna inconstante
Alucinado o coração bate acelerado
quando o olhar contorna a sua boca
agora sei que é real a sua presença
não é loucura nem coisa da cabeça

“Suas faces são um jardim perfumado onde crescem plantas odoríferas. Seus lábios são lírios que destilam mirra líquida.”
Cânticos 5:13

Site Meter

Anúncios


Poesia – Chuva
27/09/2010, 04:29
Filed under: poesia7

E a chuva me faz pensar em você
 no tempo que a gente não se vê
 Tanta coisa boa passamos juntos
 era viver sem pensar no futuro
 Ter algo sem saber o real valor
 depois descobrir através da dor
 Que o que passou não volta mais
 e ainda perder junto a minha paz
 Tentar se fazer forte pros outros
 para que ninguém possa desconfiar
 que dentro de mim você faz falta
 tudo que queria era contigo estar
 Talvez a vida tivesse mais brilho
 no presente descobrisse o sentido
 de tudo que ando sofrendo sozinho
 sem seus beijos e o seus carinhos
 Mais um dia e você não está comigo
 Mais uma noite que fico de castigo
 Como se amor me trancasse pra fora
 eu chamo mas ninguém abre a porta

"A chuva caiu sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites."
Gênesis 7:12

Site Meter



Poesia – Teorias
24/09/2010, 19:59
Filed under: poesia5
Que mentira vou contar ao coração
que novo defeito colocarei em você
Sendo que você era tudo que queria
porém aquilo que não posso mais ter
O tempo passa e a saudade aumenta
o amor machuca bem no fundo do peito
Dói lembrar de quando ficamos juntos
você é tudo que mais quero no mundo
Cada dia tento encontrar uma direção
não pensar em você, desviar atenção
Criando teorias para ficar mais fácil
como crer que tem outro do seu lado
Será que existe outro alguém igual
que me faça sentir tudo que sinto
Amar é dar um presente para a alma
mas machuca quando não correspondido
Quando ler isso lembra do meu amor
do tanto que te quis na minha vida
Está difícil sorrir sem você aqui
volta e traz a razão do meu existir

"Saia a minha sentença de diante do teu rosto; atendam os teus olhos à razão."
Salmos 17:2

Site Meter



Poesia – Pedra ( Moon )
24/09/2010, 05:35
Filed under: poesia4

Eu conheço o brilho desse meigo olhar
que tantas coisas boas atravém dizer
O vocabulario invisivel a navegar no ar
as ondas quebrando num lindo amanhecer
Detalhes que eu perco horas a admirar
que eu olho, olho e não canso de ver
Deus sabe que me arrepio só de pensar
um anjo que na Terra resolveu descer
Vento envolvente, volupia,o acariciar
sonho que mesmo acordado posso viver
A história que ninguem pode acreditar
conto de fadas perfeito entre eu e você
Amor,existe no ceu uma pedra a fluturar
grande, redonda que clareia o anoitecer
Aquele é o presente que queria te dar
como prova que nunca vou te esquecer
São dois corações e um unico destino
vontade que se funde no mesmo caminho
E aonde estiver estarei junto de você
em corpo, alma, espirito e enlouquecer

"A lua e as estrelas para presidirem à noite; porque a sua benignidade dura para sempre;"
Salmos 136:9

Site Meter



Liveurs – História da Banda
22/09/2010, 07:23
Filed under: texto2

Tudo começou com as poesias e através delas uma grande vontade de que algum músico pudesse criar uma melodia, fazendo uma canção usando uma delas como base. Durante anos procurei uma pessoa que pudesse realizar esse sonho pessoal, mas não encontrei ninguém que pudesse realizá-lo por mim e foi assim que percebi que muitas vezes Deus planta sonhos nos nossos corações que nos mesmo devemos realizá-los.Mas como eu era uma

pessoa que não entendia nada sobre música, fiquei confuso se seria capaz de fazer isso, pois além da vontade nada mais tinha de conhecimento para realizar essa tarefa. Resolvi então antes de desistir tentar, para que assim essa vontade não continuasse viva nos meus desejos. Foi então que a Fernanda uma grande amiga me apresentou um amigo que era musico seu nome era Rafael Oliveira . Ele passou a me ensinar a tocar violão, fiz apenas alguns meses, mas foram de fundamental importância, pois foi através delas que pude compreender como os acordes eram formados e ele também me ajudou a transformar as primeiras poesias em músicas.

Quem sabe dessa forma o sonho já estivesse completo, as aulas terminaram e me vi sozinho sabendo tocar poucas músicas, com um pouco de conhecimento e um violão. Lembro-me até hoje da primeira música que consegui compor sozinho, ela se chamava “Todo dia”, e possuía uma letra bem triste como minhas primeiras poesias. Mostrei para as pessoas, mas ninguém gostou, por estar meio fora do ritmo e forma, e eu mal sabia

tocar e já estava tentando cantar junto. Percebi que tinha dificuldades em colocar ritmo na música, os acordes bases, simples até que conseguia criar, porém a melodia e os refrões, não ficavam bons. Até que um dia dentro de um bar entrou um rapaz cantando uma música que eu não conhecia e um amigo me disse ele vive cantando, ele quem escreve as musicas que canta. Não me agüentei e fui conversar com ele, seu nome era Wagner Hideki , estudante de Psicologia na Unesp de Assis, perguntei se ele poderia cantar uma letra que eu desse para ele, sem parar para pensar muito ele me disse que sim.
 

E esse foi o começo de tudo, eu tentava construir os arranjos no violão ele ajuda a criar a melodia da música com as poesias. Alguns dias depois de conhecê-lo um amigo da época de escola Renato Paulista , ao ver meu violão me perguntou se ele não poderia tocar contrabaixo junto e foi assim que um sonho antes individual passara a contar agora com três pessoas sonhando, buscando e acontecendo juntos. Assim fomos compondo as músicas da maneira mais

 

 

 

simples possível, mas cada um dentro das suas capacidades realizava o seu sonho. Algum tempo depois um vizinho do Renato que tocava Bateria,o Bruno Fufu , perguntou se poderia fazer parte da Banda. E foi assim que quatro músicos não muito estudados, sabendo apenas o básico, mas o amor e a vontade era tamanha que juntos conseguimos compor onze músicas. Sempre que criávamos uma nova música eu colocava ela no meu blog e assim as pessoas iam assistindo, comentando e opinando. Alguns meses se passaram e acabamos nos separando.

 

Mas o sonho não acabou com a banda e eu continue fazendo música e após esse tempo já tinha aprendido a fazer o que nem imaginava que podia. Acabei criando acredito que cerca de mais quatro músicas sozinho. Até que um funcionário da mesma empresa em que eu trabalho Robson Camargo , se interessou pelas minhas composições e juntos começamos a refazer os arranjos das músicas que já tinha sido criada. Agora com uma

pessoa que entendia bastante de musica passando a melhorar as melodias, mas sem alterar a base que já havia sido criada e durante as madrugas fazíamos isso, com a participação de sua namorada. As músicas após isso começaram a se tornar mais interessantes, talvez pelo fato das melodias antes tristes agora parecerem mais animadas. O blog começou a ganhar destaque pela internet e em um ano e meio já tinha tido 35 mil acessos, isso gerou matéria nos jornais da cidade, e me levou a um programa na TV a cabo local a convite de Eli Elias ( Jornal Voz da Terra ), acho que viram algum potencial em mim, acreditaram de certa forma no poeta desconhecido. O vídeo pode ser visto no youtube é e isso que acredito ser coragem mesmo não sabendo tocar direito eu me apresentei sem medo e cantei com todo o meu coração.

Muitas pessoas assistiram ao programa e gostaram do conteúdo, porque a poesia se misturou com a música e com a sabedoria que vem de Deus se confundindo com a vida de alguém. Depois disso foi formada uma banda com músicos convidados, passamos a ensaiar em estúdio . Mas não durou mais que um mês. Saia caro demais e foi quando vi tudo terminar mais uma vez. Até surgir um convite para participar do Programa Visita na Record

comandado pela apresentadora Fabiane Berto . Naquele instante a banda que tínhamos era eu fazendo violão base,o Robson fazendo violão solo e sua namorada fazendo back vocal. Precisamos de mais pessoas e foi quando convidamos mais dois amigos dele, André Quintiliano e Rafael Henrique . Como não tínhamos instrumentos decidimos fazer as músicas na versão acústica, que seria mais barato e mais rápido pra ensaiar. André começou a tocar violão e o Rafael carrom. E o baixista da banda que tínhamos no estúdio veio nos ajudar, Leandro Chinho . Foi com essa formação que participamos do programa

E que Graças a Deus ocorreu tudo bem, esse vídeo também consta no youtube . Depois disso continuamos ensaiando, e adicionando os novos instrumentos às músicas que já haviam sido feitas. E foi onde tivemos a oportunidade de tocar na boate de um amigo na minha cidade a Royal. Agora imagina você tocar para as pessoas músicas que elas nunca ouviram, foi até interessante observar a reação do publico, ver alguém

dançando, ver outras pessoas além de nós mesmo podendo apreciar as poesias dessa forma.Depois desse dia senti que existia a necessidade de ter guitarra, teclado e bateria nas músicas. Foi nesse momento que entraram novos integrantes na banda, saiu o Rafael que deu lugar ao Baterista da primeira formação da banda, o André passou a tocar guitarra e entrou nos teclados João Paulo Cardoso . Precisávamos de um lugar para ensaiar e começamos ensaiar na chácara do Bruno, sempre filmando os ensaios para poder ouvir como as músicas estavam ficando, já que não tínhamos nenhum equipamento de gravação e durante alguns meses ficamos tocando sempre as mesmas músicas e essa foi à fase em que realmente criamos a nossa identidade musical.

Fomos aos poucos adquirindo os instrumentos musicais e isso ajudou a melhorar a qualidade do ensaio dando assim para ter uma noção melhor. Nessa fase eu passei a cantar apenas já que não sentia mais a necessidade de tocar com a banda composta por vários músicos. Depois disso fomos convidado mais uma vez para ir no Programa da Record. E depois disso surgiu a oportunidade de gravar para Rede VTV , afiliada da Rede TV, mas tínhamos que

fazer um playback e não tínhamos nenhuma musica da banda. Resolvemos comprar uma placa de gravação, dessas mais baratas que tem se não me engano foi gasto na época a quantia de aproximadamente seiscentos e cinqüenta reais para isso que acabava compensando mais do que ir para um estúdio. Graças ao João Paulo que tinha mais conhecimento, conseguimos gravar quatro músicas para apresentar no programa da Rede TV. Essas foram nossas primeiras músicas divulgadas as composições: Minha Lua, Sem Final Feliz, Rogue 2 e 5 Carnavais. Já havia até me esquecido, nessa época conseguimos também que um vídeo nosso fosse pré selecionado para um quadro do programa do Luciano Huck intitulado “Olha minha Banda”.

Já tínhamos ido longe demais, pelo que começou com um sonho de um violão, acho que 1 ano e meio tinha se passado desde que comecei a tocar. E com essa formação a banda continuou fazendo as músicas no mesmo padrão antigo, as pessoas escolhiam as letras na internet, eu tentava mais ou menos fazer a base e a melodia, e depois a banda toda melhorava os acordes e os arranjos. Sempre depois de criado colocava os vídeos na internet para as pessoas poderem acompanhar como

 tinha ficado a música. E sempre estive atento as criticas como o blog era acessado na sua totalidade por mulheres sentíamos a necessidade de fazer um som que fosse capaz de agradá-las. Foram meses compondo as novas músicas e ensaiando as antigas, e sempre João Paulo levava as músicas novas para casa dele, os áudios de ensaio e criava samples com violinos e outros instrumentos para enriquecer as músicas. Samples seria como um áudio que acompanha sons de instrumentos que não tem os músicos tocando. Isso é muito usado em musica eletrônica. Quando todas as músicas estavam compostas, nós mesmos começamos a gravar com João Paulo na supervisão. Tentamos mixar algumas músicas, das primeiras que gravamos, já melhorou a qualidade com a ajuda de um DJ da minha cidade, Gustavo Assis .

 

 

 

E o mais interessante de tudo isso é que todas essas pessoas que participaram da banda de alguma forma não ganharam nada, fizeram por vontade e amor. E nesse tempo todo uma amiga da época de colégio a Jornalista e fotografa, Maria Antonieta Toledo participou com a gente, fazendo fotografias, muitos dos registros fotográficos que temos dos acontecimentos citados acima são graças a ela. Assim como Andréia Beneli , que nos acompanhou nas viagens as emissoras de TV.

Pessoal da rádio antena Jovem que nos permitiu fazer alguns testes de gravação lá, o Carlinhos da TV Infoco , Rafaela Marlon por ter registrado as letras. Talvez não tenha me lembrado de todas as pessoas que participaram de alguma forma, amigas e amigos que acompanharam as gravações dos vídeos e ensaios. Voltando a história, para que vocês possam entender um pouco melhor uma música é gravada instrumento por instrumento separado, depois no computador junta-se tudo porque assim pode equalizar acertar altura entre outras coisas. Enquanto estávamos fazendo a gravação do instrumental para o CD, eu comecei a fazer aula de canto com a professora Rosiane Becheli , que é uma pastora em uma igreja da minha cidade que com muita humildade foi me ajudando a melhorar cada vez mais a qualidade da minha voz.

Na construção do CD eu queria que o som ao vivo fosse igual ao CD, e para isso precisava aprender a cantar o tom e as notas direito . Não poderia fazer por menos, porque cada pessoa na banda tinha se dedicado ao máximo. Tivemos a oportunidade de abrir um show para o Teatro Mágico aqui em Assis, a convite do Bruno Chapadeiro e tocar na praça da Catedral de Assis, na feira do Livro, a convite da Secretária da Educação do município a Professora Angela Canastra, Depois disso o

Robson saiu da banda para se casar, e entrou no seu lugar Elton Miranda e o Leandro Chinho passou a fazer o Back Vocals das musicas. Depois de terminada todas as gravações do instrumental, mais um integrante deixou a banda dessa vez foi João Paulo, mesmo sem entender a razão, ele sempre foi uma pessoa muito dedicada e competente em relação a banda. Resolvemos então gravar as vozes em estúdio, já que não fomos bem sucedidos testes em que nós mesmos gravamos por não termos isolamento acústico no lugar.

Foi no estúdio Itanium da cidade de Assis que conheci o Alan, quem fez a gravação das vozes, regravou os violões e equalizou e masterizou as músicas. Chegamos em um acordo que ficou bom para as duas partes, porque esse serviço tinha um custo. E durante meses foi feito o tratamento das músicas e nesse mesmo tempo outro integrante deixou a banda dessa vez foi o baterista Bruno Fufu dando lugar novamente a Rafael

Henrique. Assim foi que se formou a banda LIVEURS até o lançamento do CD. Graças ao bom Deus que não iria ser nesse momento que iria nos abandonar conseguimos que a agência Quest criasse a capa do CD e do livro. Contamos com a colaboração da Tati Sismeiro responsável pelo marketing da Rede de Supermercados Avenida . E como todo o trabalho foi feito de forma voluntária, e todas as músicas falam de amor nada mais justo que o CD e todas as musicas que o compõe fossem distribuídos gratuitamente, porque que amor seria esse que não se dá se vende. Não tenham medo de sonhar, não tenham medo de criticas porque até mesmo as maiores pessoas que você conhece e admira na vida começaram de uma forma simples. O mundo é das pessoas que acreditam.
Se quiser conhecer as musicas faça download gratuito do cd em : www.liveurs.com.br

 

Site Meter



Poesia -Dialeto
21/09/2010, 07:24
Filed under: poesia7
Falo a língua insana dos loucos
um dialeto errante sem tradução
Personalidade estranha e forte
aproveite que estou de passagem
Me leva agora que amanha é tarde
sem conservante talvez não dure
Cansou me deixa na onde estiver
como um objeto,uma coisa qualquer
Não tente entender algo sem razão
apenas peço que aceite como eu sou
Na carência e quando falta carinho
no abandono de quem um dia me amou
Mesmo quando me encontrar sozinho
e nos meus olhos refletirem o vazio
Receberá meu amor sem nada em troca
sem precisar me dar nada de volta
Em palavra me construo na poesia
pra reviver a falta de lembrança
Eternizando cada segundo de vida
deixando um rastro de esperança

 
"Disseram-lhe: Estás louca! Mas ela persistia em afirmar que era verdade. Diziam eles: Então é o seu anjo."
Atos 12:15

Site Meter



Poesia – Nunca Mais
20/09/2010, 21:12
Filed under: poesia junho 09

Olha, não brinca comigo e cuida de mim
tenha misericórdia dos meus sentimentos
chega de me magoar por saber que te amo
até mesmo o pra sempre pode ter um fim
Saiba,dói demais quando os sonhos morrem
mas dói mais ainda você me tratando assim
rindo, debochando e desprezando meu valor
dizendo que seu amor com a distância mudou
Mais uma vez o monstro do medo despertou
com seus olhos grandes e cheios de dor
Porque te levanto para você me derrubar
a esperança só faz nos meus passos tropeçar
Muito fácil culpar orgulho por seus erros
admitir depois que o ciúme cegou seus olhos
esqueceu que não sou de ferro e do frágil coração
e quantas vezes nas suas mãos ele se quebrou
Tolo ainda tentei dizer mas você nem quis ouvir
deixando todas as vozes do passado te confundir
No fundo da alma sabia que nada seria como antes
e chegou a hora de escolher ser feliz ou sofrer
O Ouvido cansou das suas promessas sem atitudes
de querer provas de amor e das minhas virtudes
Complicado mas o melhor é aceitar o nunca mais
e seguir depressa em frente sem olhar pra trás

"Embora haja eu, na verdade, errado, comigo ficará o meu erro."
Jó 19:4

Site Meter