Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Vulnerável
23/05/2010, 07:36
Filed under: poesia agost o09
Porque tudo tem que ser tão difícil
não consigo acostumar com a solidão
Preciso tanto de um pouco de carinho
a tristeza tomou conta do meu coração
Comer por precisar e não por vontade
chorar pelas coisas que tenho saudade
Minha alma está ferida e vulnerável
um corpo vivo sem nenhuma vontade.
Sinto a carência tentando me sufocar
tampando meus olhos e impedindo de ver
Quero falar mais ninguém para ouvir
tenho a certeza de que nada vai mudar
A noite fria e o céu cheio de estrelas
será que eu sou único a sentir assim?
Não quero fugir, mas não vejo alternativa.
usar o resto de força que sobrou em mim
Sem saber no que confiar ou esperar
a esperança perdeu o brilho e encanto
Sinto como se estivesse perdido nos anos
Senhor envia para me salvar seus anjos

"Vou enviar um anjo adiante de ti para te proteger no caminho e para te conduzir ao lugar que te preparei.Está de sobreaviso em sua presença, e ouve o que ele te diz. Não lhe resistas, pois ele não te perdoaria tua falta, porque meu nome está nele."

Exodos 23 ,21-22
Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: