Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Meu Salvador
30/07/2009, 19:56
Filed under: poesia julho 09

Você quer as chances que não tive
querendo reviver o que não deu valor
Me deixe apenas tentar ser livre
quando cai porque não me levantou ?
Eu deveria sentir mais o que por você
infelizmente percebo que existe amor
Talvez não para gente poder voltar
muito menos esquecer tudo que passou
Quando minha vida não tinha sentido
aonde estava e porque não me ajudou
Você era tudo que precisava e queria
quando mais te amei você me abandonou
Se fosse te esperar o que seria de mim
agora tenho alguém que sempre me amou
que sem me conhecer ele me quis feliz
mesmo com todos meus erros nunca julgou
Eu que nem sabia que poderia sorrir
sinto a tranqüilidade e a paz desse amor
E o passado não mais é um fardo pra mim
Vivo no hoje o que talvez nunca sonhou
Porém fica tranqüilo também te quero assim
vivendo coisas que você nunca imaginou
Abra seu coração para esse amor sem fim
aceita Jesus Cristo como seu salvador
Pois mesmo sem nem se quer te conhecer
aceitou a cruz como a prova desse amor

Coríntios 13.1 
"1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
2  E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
3  E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
4  O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
5  Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
6  Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
7  Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
8  O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
9  Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
10  Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
11  Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
12  Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
13  Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. "



Composição – Lua Nova
27/07/2009, 00:19
Filed under: Sem categoria | Tags:
Lua Nova
Que nossa vida seja o testemunho
de viver algo que parece absurdo
um amor que brada em nossos corações
a luz que nos aponta a direção
 
Lua Nova que renova todo meu ser
Santo Espírito que me ajuda crescer
Amor Eterno, alegria, estar com você
O Amor que todo mundo pode ter
Lua Nova que renova todo meu ser
Santo Espírito que me ajuda crescer
Amor Eterno, alegria, estar com você
O Pai que todo mundo pode ter
 
Entrego meu amor sem nada esperar
pois tudo que preciso senhor pode dar
Venha fazer parte dessa nossa união
e no seu amor seremos como irmãos
 
Lua Nova que renova todo meu ser
Santo Espírito que me ajuda crescer
Amor Eterno, alegria, estar com você
O Amor que todo mundo pode ter
 
Lua Nova que renova todo meu ser
Santo Espírito que me ajuda crescer
Amor Eterno, alegria, estar com você
O Pai que todo mundo pode ter
 


Poesia – Medos
20/07/2009, 05:13
Filed under: poesia julho 09
Condenado por minha própria consciência
a fraqueza de não sobreviver ao certo
Os caminhos que percorrem ao desespero
quanto mais tento mais parece que erro
A vontade de se desmanchar em lagrimas
de pedir perdão esquecer o que passou
Com vergonha de ter sido deixado levar
costumes feios que o tempo não superou
Não adianta mais se refugiar em mentiras
agora todos sabem o que antes era segredo
O que parecia uma murulha hoje são ruínas
escombros do que um dia pensei perfeito
Difícil olhar no espelho e sentir orgulho
sentir vontade de terminar o mês de Julho
Esperança por favor seja ultima a morrer
quero acreditar que tudo possa acontecer
Talvez tenha medo de aceitar que cresci
esquecer dos brinquedos que  escondi
Estou tentando mais sei dos meus limites
sustentar no sorriso que não estou triste
O que um dia foi sonho agora é pesadelo
amargas lembranças que ainda quero esquecê-las



Poesia – Tão Perto
17/07/2009, 18:53
Filed under: poesia julho 09

Te desejo como se nada mais soubesse fazer
só me sinto bem quando estou perto de você
Mesmo antes de conhecer já sonhava e queria
carinhosa,de olhos sinceros,extrema alegria
Amor perfeito, meu anjo,meu céu, o querubim
elixir da vida plena,sentido do meu existir
Minhas horas longe de ti são gotas de saudade
como num filme de suspense,razão da ansiedade
Tempestade de querer, furacão das paixões
quando penso em você tenho boas recordações
Derramou em meu ser algo que não conhecia
aceita como sou, diz perfeito pra sua vida
Ama minhas qualidades me ajuda nos defeitos
superando a cada instante, um ser supremo
Percebo que com bons exemplos se pode viver
a cada instante estou mais proxima de você
Além do sorriso me deu algo mais sincero
me apresentou um Deus que mora tão perto
Você abriga meu corpo ele cuida da alma
me dando paz, calma e toda minha gloria

=*



Poesia – Esperança de um milagre
14/07/2009, 20:13
Filed under: poesia julho 09
Gosto amargo do desespero na frente
clamar perdão para errar igual novamente
ciliada do destino tentação insolente
castigo,inquietação,não ser transparente
A doença se apoderou junto ao corpo
a dor é a lembrança de não estar morto
Tenta imaginar sem saber o que acontece
esqueça ninguém pode ouvir suas preces
No escuro quando mais se tenta menos se vê
se esconde como se alguém procurasse você
Tenta definir a quem amou como um demônio
como se aquela alma fosse seu patrimônio
Cega as pessoas por não saber onde ir
destila em álcool a essencial do seu existir
Nas suas palavras o mundo gira sobre você
a razão de tudo, nem a Deus consegue temer
Insana loucura acontece dentro da cabeça
as marcas, as etiquetas, o poder,a soberba
Confunde tirania com o que seria humildade
O sentido da família para ostentar a vaidade
Mascara a realidade com palavras de mentira
diferente do que pensa eu posso te acolher
Podendo amar até mesmo quem quer me ver morrer
eu rezo na esperança de um milagre acontecer



Poesia – Pedaço de Céu
08/07/2009, 19:12
Filed under: poesia julho 09

Meu amor por ti não é feito de posse
não necessita de condições pra existir
Quero para sempre contigo poder estar
apenas pensar em você já me faz sorrir
Conhece todos os meus segredos íntimos
minhas fraquezas e os meus desalinhos
Mesmo sabendo de todos meus defeitos
ainda assim me declara seu melhor amigo
Escuta minhas loucuras com compaixão
respeitando meu limite e minha condição
Compadecendo com minha dor e aflições
preocupando se adoeço e com meu coração
Quando junto nos estamos é tão lindo
alimenta além da alma o meu espírito
Fazendo da inquietação algo tranqüilo
a certeza de nunca mais ficar sozinho
Te amo nas três formas que são possível
na paixão,amizade e na morte se preciso
Você é meu pedaço de céu aqui na Terra
a parte do meu viver que me completa

untitled