Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Na medida
27/04/2009, 00:32
Filed under: Uncategorized

Um ultimo momento de você
silencio atenuo desfalecer
Cisma perversa meu inimigo
abandono tépido nenhum amigo
Um segundo amanha nunca mais
a razão dos ventos minha paz
Prazeres na delicia o sorriso
assassino dos próprios sentidos
Sabedoria irracional querer
a solução montanhas se mover
Onde está, necessidade, atrever
Despertar, carencia , quero ver
Lembrança, mudanças, velho temer
morrer na solidão alguém conhecer
Nesse jogo duas almas o perder
sepultado amor não mais eu e você
Um pedido escuta deus pode me ouvir
o passado eternidade vai existir
Agradecimento o tempo estar aqui
na medida o possivel o meu seguir

 

 

Anúncios


Poesia – Restauração
24/04/2009, 20:17
Filed under: poesia3
Que a noite seja o encontro perpetuo
da distancia que provoca a saudade
Brilhando a luz eterna do desejo
aquele abraço que nunca chega tarde
satisfação na ausência entristeço
as cores do louvor Deus não te esqueço
Seria mais fácil nada ter vivido
A se contentar com a ilusão do infinito
Insolente precipício dentro de mim
sem aviso equilíbrio chegou ao fim
Então coloca as tuas asas para fora
mostra que é anjo sem temer a derrota
Se tornando perfeito mesmo com defeitos
partilhando sua dor e seu sofrimento
Santo espírito toma possa da minha vida
no repouso da luz cura me todas as feridas
Fazendo do meu arrependimento a salvação
Podendo chegar a ti por uma simples oração
Descendo do céu veio morar no meu coração
e por amor fez na minha alma uma restauração



Poesia – Pedaço do Paraiso
14/04/2009, 07:27
Filed under: poesia5
Emergente carinho que transborda
alma coerente maior do que vejo
Abraço forte, apertado, indolente
está além do que admiro e contemplo
Ausente, displicente, tempestade
pequena fração de tempo, é saudade
Palavra feita com poucas letras
expressão do que não sai da cabeça
Síndrome singela Maximo do querer
alegria incontida, aurora,entardecer
Porção única, mistura de se fazer
um entrelaçado, a fusão, eu e você
Explicação, respostas , o impossível
a união da galáxia com o infinito
Intensidade, magnitude, seus lábios
encontro perverso, macios, covardes
Realento, arrepios, todo o fervor
pequena área de contato, o calor
Sentidos, apuração, seus caprichos
na Terra,construção,pedaço do paraíso



Demo Clipe Minha Lua
11/04/2009, 08:46
Filed under: Uncategorized
Esse é um Demo Clipe da Musica Minha Lua é  curtinho

Letra – Minha Lua

De todas as vezes que eu ouvi falar
me faltavam palavras para descrever
Eram tantas formas de eu poder amar
e os meus pensamentos só ficavam em você
 
Como uma brisa suave veio me tocar
trouxe muito mais do que eu podia querer
Levou todas as dores para longe de mim
mostrando que sorrindo eu poderia viver
Porque
Na noite as estrelas eu posso apreciar
não tenho mais motivo da escuridão temer x 2
Porque com a sua luz eu posso enxergar
a minha lua que resolveu do céu descer
Muito mais do que eu poderia imaginar
o melhor que o meu Deus pudesse fazer
Ainda mais alegre consegue deixar
quando olhando para mim tenta dizer
Que não encontra maneiras para explicar
como poderia um segundo viver
Uma emoção difícil de se controlar
Sempre uma lagrima escapa sem perceber
Porque
Na noite as estrelas eu posso apreciar
não tenho mais motivo da escuridão temer  x 2
Porque com a sua luz eu posso enxergar
a minha lua que resolveu do céu descer


Composição Azul
11/04/2009, 08:30
Filed under: Sem categoria | Tags:

Essa é a ultima musica do CD.
Segue a letra dela em breve disponibilizo o video.
Além dessa musicas teremos mais uma musica bonus no CD,
que irá ser religiosa, afinal todos cremos em algo e é
essa a razão e o proposito da vida.. 

Então Deus não podia ficar de fora. Mais um forma de Demonstrar nosso amor.

Liveurs – Azul

Eu quero te fazer feliz
penso em você o tempo inteiro
Ninguem nunca te amou assim
quero ser ultimo e o primeiro
Sei que sou apenas mais um
mas preciso muito de você
Quem poderá me ajudar
quero muito te conhecer

Sei que não sou perfeito
mas com você eu posso ser    x 2
A cor que mais gosto é azul
olhando o ceu me lembro de vc

Eu quero te fazer sorrir
poder te abraçar e proteger
Você já faz parte de mim
algo que não consigo esquecer
Na noite faço poemas
que talvez você nunca vai ler
mesmo assim gosto de pensar
que um dia você vai saber

Sei que não sou perfeito
mas com você eu posso ser
A cor que mais gosto é azul   x 2
olhando o ceu me lembro de vc



Liveurs – No Breu
08/04/2009, 08:01
Filed under: Sem categoria | Tags:

Essa é a penultima musica que estava faltando para completar o cd
isso é audio de criação da musica, o cd deis do começo sempre contou
com a participação da opinião publica em sua criação. Fico muito feliz
que o resultado está ficando maravilhoso não é por acaso que dizem
que a união faz a força.

 

No Breu

Controlando as palavras
fingindo que não me importo
Aceitando o impossível
para ver se me encontro
Aqui estou outra vez
andando onde me perdi
A mesma escuridão
sempre é noite por aqui
 
É tão dificil de encontrar
Cada passo é incerto
sinto medo a todo instante
e o meu erro esta tão perto
 
apenas posso ouvir
o contrário do que sinto
está difícil distinguir
os caprichos do coração
Estou perdido e não nego
mas ainda eu espero
Que o tempo possa acertar
tudo aquilo que se perdeu

É tão dificil de encontrar
Cada passo é incerto
sinto medo a todo instante
e o meu erro esta tão perto



Poesia – Nos trilhos
06/04/2009, 08:18
Filed under: Uncategorized
Prova que meus medos não têm fundamento
que é a imaginação brincando com os sentimentos
Diga que dessa linda boca apenas eu provei
sem se esquecer que eu sempre te amei
Saiba que na vida você é tudo que preciso
a locomotiva que me faz andar nos trilhos
Pois como ninguém encanta o meu coração
porque juntos qualquer coisa é diversão
Penso tanto em você que esqueço de mim
meu amor é daqueles que não tem um fim
Sei que sou ciumento e muito inseguro
mas você é tudo que quero no meu futuro
Preservo meu presente e não posso perder
pois todos meu sonhos construí com você
Sei que tem muita gente ruim nesse mundo
por isso deixe que deus guie nosso rumo
Mesmo na discórdia de algum instante
que como tempestade passe e seja como antes
Insensato sentimento concreto sem medida
amor indolente é mais que tudo é a vida