Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Soneto sem Cordas
29/01/2009, 04:53
Filed under: poesia5
Sinuosa chama da paixão
aurículo e ventrículos a ferver
Esperança a beira da loucura
tenso e sinistro o entardecer
Soturno aroma doce do orvalho
mistura de idéias na cabeça
Aquarela de lembranças,espera
coração no meu peito acelera
Sem saber se morre ou entrega
nem se ainda consegue sobreviver
Amor talvez armadilha do destino
carinho flagelo do estremecer
procura na ausência os motivos
ínfimas razões para não esquecer
Desperta em desespero aos gritos
nem nos sonhos encontra prazer
Escuta esse soneto sem cordas
réquiem feito pensando em você
Perpetuando na luz a verdade
espera sentada alguém ter piedade
deixando de lado toda a maldade
nessa única chance de se viver

Anúncios


Comunidade Orkut
22/01/2009, 07:12
Filed under: Uncategorized
Faça Parte da Nossa Comunidade no orkut

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?rl=cpn&cmm=75616437



Myspace
22/01/2009, 07:09
Filed under: texto2
Criei myspace para Banda quem tiver quiser adicionar link é
 
 
Da para ouvir as musicas e ver os videos…



Poesia – Razões para te querer
22/01/2009, 03:52
Filed under: poesia 6
Perfume ameno como de uma flor
algo impossível de se esquecer
Não tenho nem como tentar explicar
apenas quem sentir vai me entender
Parece fantasia uma bela mentira
o maior sorriso que eu consigo ter
O brilho estrelado dos seus olhos
deixa ainda mais alegre o meu viver
Faço brincadeiras com a felicidade
simplesmente para cultivar o seu sorriso
Porque se faz alegria nos meus dias
divina paz na terra um grande paraíso
Por isso não se separa nem um segundo
tenho medo de que algo faça te perder
E eu nem imagino o que seria de mim
caso tivesse que estar longe de você
Não quero fazer juras nem promessas
apenas deixarei nosso amor acontecer
Caminharemos juntos nessa longa estrada
enfrentando os problemas que aparecer
E cada dia que passar eu mais irei amar
tenho mil razões na vida para te querer



Poesia – Harmonia
20/01/2009, 21:35
Filed under: poesia5
Toca minha face com maestria
canta uma canção de se amar
Fecho os olhos como num sonho
que mesmo acordado posso sonhar
Admiro com ternura sua beleza
sentindo vontade de chorar só de ver
Porque será que é tão intenso
o que sinto quanto estou com você
Suas mãos fazem caricias no meu corpo
enquanto arrepios passeiam na minha alma
Segurando forte nos meus braços
me pede sussurrando para ir com calma
Queria saber como poderia controlar
este colapso que faz nos meus instintos
Por isso te faço como minha razão
quando digo que te amo não estou mentindo
Gostaria que Deus me desse outros olhos
para de outros ângulos eu poder te ver
Me encanto com seus detalhes perfeitos
na meia luz estou ainda mais a te querer
Sinto minha respiração próxima da sua
agora me abraça forte sem nada dizer
Congela na memória esse lindo momento
está harmonia perfeita entre eu e você

 


Poesia – Ultimo Capitulo
13/01/2009, 18:34
Filed under: poesia5
Fortalecendo através da ausência
juntando o corte que não cicatriza
Destilando a alma atrás de impureza
superando ainda a morte da alegria
Em busca do alivio um remédio imediato
da maneira de não mais entristecer
Escrevo nossos últimos momentos
capitulo esse que nunca quero ler
Por isso segue a vida que este porto
não é mais o lugar seguro de viver
se tivesse abertos olhos quando parti
saberia que a tempos não estou ali
A areia desliza dentro da ampulheta
a caneta escreve sem nenhuma pressa
os últimos versos dessa trágica peça
e o que vivemos passou sem perceber
Na lembrança resgato o ponto final
o momento exato que soltamos as mãos.
Um ultimo suspiro alivia a tensão
libertando novamente minha desilusão.



Liveurs – Musicas para download ( Demo )
10/01/2009, 21:05
Filed under: Uncategorized