Liveurs – Underground Reality Show


Poesias – Quimeras
19/10/2008, 23:23
Filed under: poesia2
Juntei as migalhas do que sobrou
 percebi que elas cabem na mão
 Porém um novo efeito isso me causou
 dormente a esperança causa confusão
 Serão as pegadas que não existem
 a semelhança que alimenta a ilusão
 Que despertando talvez um monstro
 de um fantasma já sem nenhuma devoção
 Mas mesmo assim o medo posso sentir
 talvez seja uma ansiedade passageira
 Aos meus olhos você é transparente
 tem começo, meio e acaba onde deseja
 Mesmo com as regras que tenta criar
 pendurou seus sonhos com suas meias
 Estendidos um a um, presos com pegador
 secam num varal expostos a sua maneira
 Balançando enquanto venta em seu mundo
 escorrendo as lagrimas de suas quimeras

varal_(Small)

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: