Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Enganos
30/10/2008, 05:33
Filed under: poesia4
O que passou não volta mais
Eu quero esquecer suas mentiras
Eu vou rabiscar os seus planos
Queimar as suas fotográfias
Eu vou apagar o seu numero
Eu vou esquecer o seu gosto
Não quero nem ver o seu rosto
Não ligue para as minhas amigas
Por isso me entenda por favor
essa é a hora de viver a sua vida
e não adianta mais você insistir
Porque essa é a nossa despedida
Não lamente que tudo terminou
Eu não posso mais te acolher
Eu não quero mais te amar
E uma outra pessoa vai te querer
Eu poderia ter sido para sempre
Eu poderia ser sua razão de viver
Quando doente eu cuidei de você
O que mais de mim você vai dizer
Quantas coisas ainda vai inventar
Para os outros de mim afastar
para que sozinho continue a viver
Sendo que quando você me teve
meu amor nunca soube entender

DSC04361

Anúncios


Ensaio – Rogue 2 25/10
27/10/2008, 05:17
Filed under: Música
Sem-Título-1



Poesia – Sem Final Feliz
25/10/2008, 17:52
Filed under: poesia 6
Os dias passam sem parar
 tenho medo de voltar atrás
 de enfrentar os meus amigos
 tentar viver sem brigarmos mais 
 Os mesmo medos, os mesmos erros
 ainda tenho os costume que você acha feio
 Não é fácil eu bem que sei
 e quantas vezes tudo teve um fim
 Eu sofrerei tudo outra vez
 porque quando me chama eu digo sim
 Não consigo aceitar a razão
 nem entender porque acaba assim
 Mas agora tudo é diferente
 porque conheço nossa historia
 Ela nunca vai ter um fim
 Vou curtir cada segundo juntos
 porque nosso amor será sempre assim
 uma historia linda sem final feliz

DSC01883



Poesia – Morreu Ontem
22/10/2008, 18:04
Filed under: poesia 6
Se queres saber como estou
apenas posso dizer que feliz
Nada mais ofusca meu brilho
tentando esconder a minha luz
Minha risada hoje parece solta
um som que eu nunca escutei
Porém gosto dessa nova forma
como gosto da pessoa que me tornei
Por isso não me fale de saudade
aquela pessoa morreu ontem
Deixa ela descansando em paz
com toda sua grosseria e defeitos
Não tenha medo, não olhe pra trás
Corra sem que nada te prenda
Nem se quer pense no que pensarei
apenas sintas se livre para realizar
Quem saiba ainda você descubra
que com as suas asas você pode voar
De coração um conselho te dou
que jogue fora as suas correntes
não aprisiona mais nenhuma alma
naquilo que você definiu como amor
Não pense que eu te quero mal
saiba apenas que não te quero mais

DSC01887



Video – Ensaio 17/10 – Minha Lua
22/10/2008, 03:02
Filed under: Uncategorized
Sem-Título-1

Ensaio chacara do fufu, 17/10.

Valeu Robertinho por tocar baixo.

Com essa musica que conseguimos entrar no site do caldeirão do huck, quadro olha minha banda
http://tvglobo.caldeiraodohuck.globo.com/olhaaminhabanda/2008/10/01/liveurs/

Deixa comentario =]



Poesia – Resgate
20/10/2008, 04:01
Filed under: poesia3
Me resgata
tira de mim esse medo
cuida dessa alma machucada
de feridas abertas ao tempo
Ronda minha vida
protege senhor meu caminho
afasta de mim todo o mal
não permita que me sinta sozinho
Perdoa se errei
de joelhos aqui te peço
enquanto de olhos fechado rezo
procurando sua gloria encontrar
Em silêncio agradeço
por tudo que já tem me feito
pela força que em mim conserva
quando no proximo se manifesta
Ilumina minha alma
seca as lagrimas quando derramar
salvando assim esse filho senhor
a viver sem medo de errar

deus

 


Poesias – Quimeras
19/10/2008, 23:23
Filed under: poesia2
Juntei as migalhas do que sobrou
 percebi que elas cabem na mão
 Porém um novo efeito isso me causou
 dormente a esperança causa confusão
 Serão as pegadas que não existem
 a semelhança que alimenta a ilusão
 Que despertando talvez um monstro
 de um fantasma já sem nenhuma devoção
 Mas mesmo assim o medo posso sentir
 talvez seja uma ansiedade passageira
 Aos meus olhos você é transparente
 tem começo, meio e acaba onde deseja
 Mesmo com as regras que tenta criar
 pendurou seus sonhos com suas meias
 Estendidos um a um, presos com pegador
 secam num varal expostos a sua maneira
 Balançando enquanto venta em seu mundo
 escorrendo as lagrimas de suas quimeras

varal_(Small)