Liveurs – Underground Reality Show


Poesia – Fim dos Dias
16/10/2007, 16:07
Filed under: poesia7
São os dias que tento esquecer
que não saem dos pensamentos
Amargas lembranças de realidade
tristes confusões de sentimentos
Engasgo o choro no meu peito
lagrimas de nada iriam adiantar
Porque o sol insiste em nascer
e o sono sempre custa a chegar
Sonho a sonho foi se acabando
como se escapasse entre os dedos
Nada que restou pode me alegrar
queria apenas ter um desejo
Mesmo quando nada tem a dizer
um novo rumo tento encontrar
Na felicidade se entristecer
breves momentos de contentar
E quando tudo parece perdido
na escuridão uma luz acendeu
Algumas palavra para perdoar
e a paz novamente estabeleceu
15092007173
Anúncios